Dia De Drummond!

No aniversário de nascimento do poeta, Dia de Drummond é criado para prestigiar sua vida e obra



Carlos Drummond de Andrade nasceu em 31 de outubro de 1902, em Itabira (Minas Gerais) e morreu no dia 17 de agosto de 1987, no Rio de Janeiro.


A partir de hoje, o Dia D, ou o Dia de Drummond. Nesta data, o poeta mineiro Carlos Drummond de Andrade completaria 109 anos de idade e o Instituto Moreira Salles organizou uma vasta programação em várias cidades brasileiras (e até em Lisboa, Portugal) para homenagear o escritor.


Um dos destaques da programação de várias cidades é o filme “Consideração do poema” (2011), produzido pelo Instituto Moreira Salles. O longa-metragem mostra uma visão geral da obra poética de Drummond, por meio de leituras de importantes artistas brasileiros, como Chico Buarque, Caetano Veloso, Adriana Calcanhotto Fernanda Torres e Marília Pêra.


Ainda não há como saber se o Dia D terá a mesma força nos próximos anos, mas, em 2012, pelo menos um tributo estará garantido: Carlos Drummond de Andrade será o homenageado da próxima edição da Festa Literária Internacional de Paraty. Em 2011, quem recebeu as honras foi o modernista Oswald de Andrade.


Para saber mais sobre as comemorações do Dia de Drummond.

Para maiores informações sobre Carlos Drummond de Andrade.

Dica: Livraria Travessa - Descontos nos livros de Drummond. Aproveitem!


Abaixo um poema dele que acho lindo!



As sem-razões do amor


Eu te amo porque te amo,
Não precisas ser amante,
e nem sempre sabes sê-lo.
Eu te amo porque te amo.
Amor é estado de graça
e com amor não se paga.


Amor é dado de graça,
é semeado no vento,
na cachoeira, no eclipse.
Amor foge a dicionários
e a regulamentos vários.


Eu te amo porque não amo
bastante ou demais a mim.
Porque amor não se troca,
não se conjuga nem se ama.
Porque amor é amor a nada,
feliz e forte em si mesmo.


Amor é primo da morte,
e da morte vencedor,
por mais que o matem (e matam)
a cada instante de amor.
Carlos Drummond de Andrade




2 comentários:

  1. Oi Lia,
    primeira visita de muitas. Isso sim é prova e apenas um dos muitos comprovantes da qualidade da literatura brasileira. Já li muitos e recomendo um dos mais conhecidos: Amar, verbo intransitivo.

    Amplexos

    Rio Navegante
    www.rionavegante.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oi Caroba, seja bem vindo e volte sim, será muito legal ter seus comentários por aqui...
    E realmente os poemas dele são lindos e seu dia foi mais que merecido.

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!