Apresentando A Nova Colaboradora do Blog!

Boa noite meus leitores lindos!
Venho dar a vocês uma notícia maravilhosa!
Finalmente após vária tentativas, consegui uma colaboradora aqui pro Doces Letras!
Ela irá colaborar com sua resenhas que são maravilhosas.
E gostaria de agradecer a Hypia Sanches, por ter aceitado fazer parte do meu cantinho...
Então comentem e lhe desejem as boas vindas! Bjus


Hey!

Antes de qualquer coisa, muito obrigada à fofa da Lia por me convidar pra postar aqui. Fiquei muito feliz com o convite, e quero participar bastante deste blog.

Eu planejava fazer uma resenha pra trilogia Beauty da Anne Rice pra estrear aqui, mas chegou aqui pra mim o exemplar do livro The Condition há poucos dias, e é dele que vou falar neste post.

Sinopse Oficial:
O Legado (The Condition, no título original) é a história dos McKotch, uma família da Nova Inglaterra que desmorona ao fim do verão de 1976. Ninguém imaginaria que fosse assim.

Frank, o pai, de ascendência eslava, é um cientista brilhante do Instituto de Tecnologia de Massachusetts.

Paulette, a mãe, traz como herança dos tataravós a educação, o refinamento e o respeitado sobrenome Drew.

Billy, Gwen e Scott, os filhos, são encantadores e parecem destinados ao sucesso.

A bucólica Casa do Capitão, há várias gerações o local sagrado de veraneio dos Drew em Cape Cod, emoldura o retrato da família modelo. No entanto, a visão de Gwen brincando na praia é algo desconcertante. Aos 13 anos, usando um biquíni tamanho infantil, a cabeça batendo no ombro da sua prima um ano mais nova, ela acende em Frank o alerta de que algo está muito errado. Um prenúncio de que os McKotch não são imunes às rasteiras da vida.

Em 
O Legado, Jennifer Haigh explora como a falta de comunicação torna cinco pessoas que cresceram sob o mesmo teto estranhas - e como elas poderão reverter isso.

fonte: http://www.skoob.com.br/livro/89858


(Só uma pequena correção: a sinopse está dizendo que Gwen estava com 13 anos e a prima dela, Charlotte, com um ano a menos. Na verdade, essa parte do livro se passa no final de junho, ambas as meninas tinham 12 anos, Charlotte faria aniversário em dezembro e Gwen três meses antes)

Antes de falar do conteúdo do livro, um breve comentário sobre a edição física (já tinha lido em ebook, mas resolvi comprar a versão em papel mesmo assim):


Gosto bem mais de edições assim, no estilo capa dura + "sobrecapa", do que em capa simples.



Esse efeito rústico na lateral das páginas deixa o livro com uma carinha de livro antigo.


(o detalhe não tá tão visível quanto eu gostaria aí na foto, mas, aqui tá bem nítido: http://themalaysianreader.files.wordpress.com/2010/08/deckled-edge2.jpg)

Agora, minha resenha:
A viagem de férias que o livro narra no início é muito marcante. Ao descrever as pessoas da família, a autora deixou bem construído o cenário para que fosse relatado o momento em que Frank nota que algo pode estar (e realmente está) acontecendo com a filha, que é revelado depois ser uma alteração genética chamada síndrome de Turner -http://pt.wikipedia.org/wiki/Síndrome_de_Turner aqui vocês podem ler um pouco sobre o que é essa síndrome; não vou descrever muitos detalhes sobre ela aqui neste post.

Depois desse relato, somos levados para vinte e um anos depois da viagem, e descobrimos que o casal McKotch - que já não era muito próximo antes - está divorciado, o filho Billy, homossexual, se tornou um cardiologista, Scott tem um emprego de professor (e uma família que também não é exatamente a mais perfeita do mundo) e Gwen trabalha em um museu.

As tramas para cada um dos McKotch ficaram incrivelmente bem elaboradas, de forma que eles se tornam uma família que poderia facilmente existir de verdade - uma das características que me conquistaram, pois mesmo se tratando de ficção, gosto que o que eu esteja lendo me pareça verossímil.

Apesar de termos informações em boa quantidade sobre todos os parentes de Gwen, o foco é ela. Um de seus hobbies é mergulho, e, numa viagem em férias ela conhece um instrutor de mergulho por quem ela se apaixona, mas, como todo bom romance que se preze, ela não fica com o homem de uma vez (que, pela descrição, é lindo e um doce de pessoa) - e um dos obstáculos que ela tem que enfrentar é a incredulidade da própria mãe, que não acredita nos sentimentos do indivíduo. Com a ajuda de Scott, Paulette prepara uma armação para tentar separá-los, que, claro, não funciona.

Apesar do título do livro, The Condition (alguém me explique de onde tiraram o nome O Legado pra este trabalho em português), parecer ser uma referência razoavelmente clara à síndrome que a personagem Gwen tem, na verdade se refere ao fato de todos os McKotch terem seus próprios problemas a enfrentar.

Definitivamente diferente dos romances sobrenaturais que costumo ler, mas foi uma leitura igualmente agradável, que traz diversas questões (especialmente assuntos relacionados a família) tratadas de forma tão realista quanto é possível num texto de ficção.

Pra encerrar, deixo as minhas duas músicas favoritas da trilha sonora do filme Repo! The Genetic Opera - pra falar de acordo sobre este musical seria necessário um post só sobre ele...


---


Que tal?


kisses

Hypia

=*

6 comentários:

  1. Que máximo!!! Parabéns!!! Que delícia!!!
    Doces Letras sempre com novidades incríveis.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal a hypia colaborando aqui no blog,adoro vocês duas e sou mega suspeita para falar,mas adorei a novidade,sei que vocês farão muito sucesso juntas e parabéns as duas!!!

    Mais uma vez sou obrigada a elogiar uma resenha da Hypia,mandou muito bem... e como sempre essa mulher apresenta livros que eu desconhecia,fico louca para ler e o livro ainda não foi publicado no Brasil,amiga te amo e te odeio pelo mesmo motivo!!! heheheheheh

    ResponderExcluir
  3. Obrigado Bianca, amo tu tbm...kkkkkkkkk
    A Hypia, fica nos deixando com água na boca com suas resenhas... E é uma honra pra mim, ter alguém como ela aqui no blog...

    ResponderExcluir
  4. Vlw Sara, obrigado pela visita, bjus

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia o livro ainda, mas adorei a resenha! Parabéns pela excelente escrita e pelos detalhes riquíssimos que nos são dados, desde a diagramação até sua opinião!

    Um beijo,
    Nica

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!