Autora Destaque do Mês de Maio - Modo Editora

Boa noite meus lindos!
Hoje venho mostrar para vocês, a autora que foi destaque da Editora Modo no mês de Maio.



Esta autora foi a que mais se destacou durante o mês, durante as
atividades com a divulgação e participação de seu livro no celeiro literário.

Sinopse do Livro Almakia:


Em um mundo onde existem pessoas com capacidades extraordinárias, vivendo em uma
sociedade abastada e preconceituosa, desde pequena Garo-lin foi uma garota deslocada: uma vilashi, frequentando o exclusivo Instituto de Almaki Dul’Maojin. Mesmo sendo
tratada como uma simples e inevitável pedra no caminho dos orgulhosos almakins,
engole todo o seu senso de justiça e tem por único objetivo terminar sua educação e
voltar à sua vila. Porém, devido a um incidente ela se vê presa pelas circunstâncias, e
dali em diante, todo o seu destino está nas mãos dos temidos Dragões de Almakia.

Sobre a Obra:


Garo-lin se revela uma improvável manejadora de almaki e acaba indo para o
grandioso Instituto de Almaki Dul’Maojin. Sendo uma vilashi, ela não é exatamente bem
vinda entre os alunos, e o choque cultural é agravado pelo preconceito que impera.
Ainda, é preciso conviver com uma realidade que a deixa desnorteada: os Dragões de
Almakia, herdeiros das poderosas Famílias, que têm liberdade para exercerem a
influência de seus títulos, beirando uma ditadura. Dentro desse cenário, tudo o que
Garo-lin deseja é voltar para a sua vila, e seguindo essa convicção ela sobrevive um dia
de cada vez entre os almakins. Até que um fato fez seu temperamento justo prevalecer:
para salvar alguém, ela se torna uma vítima permanente dos Dragões.
Contudo, a convivência forçada com os herdeiros e as desventuras que vivem, revelam
que eles não são somente o título que carregam. Os Dragões são aqueles que têm o
poder de decidir o rumo de Almakia, e Garo-lin se torna aquela que pode ditar o rumo
dos Dragões.
Desde antes de iniciar o processo editorial de Almakia, a obra já cativava seus primeiros
fãs. Verônica Sobreira, revisora do livro que faz parte da equipe do blog literário Tribo
do Livro, se encantou com a leitura e anunciou isso da melhor forma possível: a
primeira resenha da obra.
Nela Verônica aponta pontos importantes da história que vão além da ficção criada pela
autora, que estão diretamente ligados aos valores que podemos encontrar durante a
leitura.
Não é fácil encontrar escritores que consigam fugir do lugar comum e criar algo que seja
novo, que não se embase em fórmulas desgastadas e repetitivas. Por isso quando
encontramos algo novo, temos que brindar e reconhecer a excelência de um trabalho,
especialmente quando este traz junto consigo lições de amizade, bondade,
desprendimento, amor…; quando o livro se escreve pelas entrelinhas.

Resenha Disponível em Almakia


                   Lançamento em Porto Alegre 
Nada melhor do que um primeiro evento temático de Literatura Fantástica para que a
Modo fizesse a sua grande estréia com seus livros do gênero. Em um final de semana na
amistosa Porto Alegre, tanto nomes consagrados nas escritas fantásticas no país como
revelações estiveram lado a lado, se apresentando e trocando experiências. A Modo
conseguiu reunir oito de seus escritores na capital gaúcha, onde promoveu a
transformação do que antes eram apenas e-mail e recados em exclamações alegres e
abraços. Entre os lançamentos, estavam a dupla dinâmica da editora (Lhaisa e Paula
Vendramini)  – que já era conhecia de interações on-line, mas que nunca haviam se
mostrado juntas fora desse contexto.







Lhaisa Andria e Paula Vendramini, amigas que há 12 anos idealizaram um sonho de um
dia serem escritoras, quando ainda eram adolescentes lutando com suas provas
bimestrais na escola onde estudaram juntas. Agora, elas viam tudo se tornar realidade
da melhor forma possível. Muito antes de Almakia e Devoy serem uma sombra de
pensamento, as duas já trabalhavam desenvolvendo seus estilos de escrita e formaram o
grupo de escritoras LAP, onde produziam fanfics para a internet e textos dramáticos
para o grupo de teatro do qual fizeram parte. Mesmo com a distância física que a
mudança de cidade de Paula criou, o sonho das amigas continuava ganhando forma
através do mundo virtual, e se mantinha com a mesma essência de quando a amizade se
iniciou. Enfim, esse sonho foi concretizado na Odisseia de Literatura Fantástica.



Na escola, nós sempre dizíamos coisas como ‘e quando formos escritoras famosas,
vamos fazer isso’. Mas sempre era uma brincadeira, nunca pensávamos que chegaríamos
a tanto, pelo menos não tão cedo. Conforme fomos crescendo e a idade nos trazendo
não só maturidade como possibilidades no mundo da escrita, pensamos realmente em
publicar algo. Mas, ainda era um passo muito distante da nossa realidade. Em 2009
tomamos decisões importantes. Participamos de coletâneas de contos, tivemos retornos
positivos dos nossos textos e víamos que em outros países muitos nomes conhecidos do
universo das fanfics estavam deixando de lado o fanautores para se tornarem somente
autores, com trabalhos inéditos. Então, pensamos: porque não? Não custava tentar.
Depois das histórias prontas, ainda teríamos que trilhar o caminho de enviar originais
para editoras. Fizemos isso durante 2011 inteiro, sem nunca receber nem ao menos um
‘não’. Então, na última semana do ano a Modo, nossa última tentativa de envio de
originais, nos deu um retorno. Dali para cá tanto Almakia quanto Devoy ganharam vida
em páginas impressas e não fazem parte apenas das nossas conversas. Parece  uma
história de filme, não? Pois é, nós também achávamos que acreditar em um sonho só
dava certo em filmes.


Muito bom não é mesmo? É sempre muito gratificante vermos as nossas autoras realizando seus sonhos, e conseguindo se firmar no tão difícil mercado editorial brasileiro.

Para maiores informações sobre o livro visite o blog de Almakia.
Twitter de Lhaisa Andria
Autora no Facebook.

Parabéns Lhaisa Andria!
O Doces Letras lhe deseja muito sucesso!
Bjus doces.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!