Resenha - O Espião - Novo Conceito

Boa noite, 
passando pra deixar com vocês mais uma resenha do blog...
Hoje a resenha é sobre o Livro O Espião da Editora Novo Conceito.















Sinopse
É 1908 e acumulam-se tensões internacionais enquanto o mundo caminha inexoravelmente para a guerra. Após um talentoso projetista de canhões de couraçados morrer em um aparente suicídio, sua filha, angustiada, recorre à lendária Agência Van Dorn para limpar o nome do pai. Van Dorn põe seu principal investigador no caso, Isaac Bell, que logo percebe que as pistas apontam não para suicídio, mas para assassinato. E quando se seguem outras mortes mais suspeitas, fica evidente que alguém — um ardiloso espião — está orquestrando a eliminação das mentes tecnológicas mais brilhantes... Mas isso é apenas o começo.


Para saber mais sobre o livro acesse:

Novo Conceito - Livro no Facebook - Livro no Skoob



E para que você fique ainda com mais vontade de conhecer o livro, segue um book trailer...



Sobre o autor:


Clive Cussler nasceu em Aurora, no Illinois, e cresceu em Alhambra, na Califórnia. Por dois anos estudou no Pasadena City College e depois alistou-se na Força Aérea durante a Guerra da Coreia. Aí ascendeu a sargento e trabalhou como mecânico e engenheiro de voo para o Serviço de Transporte Aéreo Militar.
Cussler casou-se com Barbara Knight em 1955, ficando viúvo em 2003. Tiveram três filhos — Teri, Dirk e Dayna —, que lhe deram quatro netos.
Após a sua dispensa do serviço militar, Crussler trabalhou na indústria da publicidade, primeiro como redator de material publicitário e logo a seguir como diretor criativo para duas das agências de publicidade mais importantes dos Estados Unidos. Como parte da sua tarefa Cussler porduziu anúncios para a rádio e televisão, muitos dos quais obtiveram prémios internacionais, incluindo um prémio no Festival de Cinema de Cannes, o festival de cinema publicitário de Cannes.
Na sequência da publicação em 1996 da sua primeira obra de não ficção The Sea Hunters, Cussler graduou-se como Doutor de Letras em 1997, outorgado pelo Conselho da State University of New York Maritime College, que aceitou o seu livro ao invés de uma tese de doutoramento Ph.D. Foi a primeira vez, em 123 anos de história da faculdade, que se concedeu um doutoramento desta forma.
Cussler é colaborador do The Explorers Club de Nova Iorque, da Real Sociedade Geográfica em Londres, e da Sociedade Americana de Oceanógrafos.


Contato: Site - Facebook 


Resenha - Por: Lia Christo



Resenha - O Espião - Novo Conceito


O início é lento, mas pouco a pouco, a leitura vai engrenando e a história vai se tornando cada vez mais interessante. Tanto, que mesmo não sendo o meu estilo literário preferido, eu gostei do livro.


A história se passa em 1908, quando as tensões internacionais estavam caminhando para o seu auge.
O livro conta com um personagem dos mais carismáticos o Investigador Isaac Bell, da famosa agência de detetives particular a Agência Van Dorn.
Ele é designado para descobrir o que realmente aconteceu na morte(aparentemente por suicídio) de um  talentoso projetista de canhões de couraçados. A filha deste senhor procura a agência para limpar o nome de seu pai e descobrir toda a verdade.


As esquisitices, no caso começam a aparecer e ao mesmo tempo, os acidentes supostamente independentes, continuam a atormentar os estaleiros navais da Marinha, tanto no Oriente, como na Costa Ocidental, até que o padrão desses eventos, se tornam coincidências demais para serem ignorados.   
Bell é um espião que caça assassinos e apesar deste já ser o terceiro livro desta série, isto não atrapalhou a minha leitura.
Ele logo se dá conta, de que ele está perseguindo um espião astucioso, sem lealdade a qualquer governo.   
Este espião que Bell está perseguindo é um manipulador, que na verdade quer uma tentativa de criar um conflito mundial que vai encher seus próprios bolsos com riquezas. Para ele que não passa de um mercenário a guerra é um bom negócio.


Desde as docas do Arsenal de Marinha de Brooklyn, até os portos da Califórnia, Bell e sua valiosa equipe de agentes, encontram-se correndo contra o relógio para evitar o golpe final do Mestre Espião, que seria um ataque terrorista que visa colocar em prova a defesa do País. Este golpe teria sido planejado a décadas e o que eles querem é deixar a America  vulnerável a seus inimigos no exterior. 


O autor define o seu thriller de suspense em um cenário histórico, com precisão de detalhes e nos mostra o surgimento de uma jovem república, que quer ter o seu lugar no mundo.


Repleto de personagens interessantes e um vislumbre de uma outra época, mais inocente, O Espião é uma adição valiosa a esta série, que lá fora já é muito conhecida e que faz muito sucesso.  Isaac Bell é claramente o James Bond de seu tempo.


Eu recomendo esta leitura para aqueles que gostam de livros de ficção com muita ação, aventuras e muitas doses de mistérios.


Bjus doces.


2 comentários:

  1. Esse faz meu estilo... gostei que depois o ritmo aparece... livro devagar quase parando é uma tortura.
    Isaac comparado ao Bond, então ele é mesmo genial. Gosto de espiões e quando eles são espertos melhor ainda.
    Não era incomum em época de guerra espiões servirem a si mesmo, a ganância falava mais alto.
    Curiosa para saber se ele descobre o culpado.

    ResponderExcluir
  2. Oi Danielle, obrigado por sua visita.
    O livro vale a pena sim. A história é muito bem desenvolvida e o Investigador Bell, é muito sagaz...

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!