[RESENHAS] Reconstruindo Amelia - Kimberly McCreight - Editora Arqueiro


Bom dia leitores!
Mais uma resenha saindo do forno pra vocês!
Hoje vou falar de um livro eletrizante e que me deixou muito satisfeita com sua leitura.

RECONSTRUINDO AMELIA  - KIMBERLY MCCREIGHT


Sinopse:
Você conhece a pessoa que mais ama no mundo? Kate Baron achava que sim até receber a devastadora notícia de que Amelia, sua filha de 15 anos, cometeu suicídio pulando do telhado do colégio particular onde estudava. Poucos dias depois, entretanto, uma mensagem anônima em seu celular revela que a morte de sua filha talvez não tenha sido da maneira que as autoridades alegaram. Amelia pode ter sido assassinada? Como advogada, Kate está determinada a descobrir a verdade e, para isso, mergulha no passado da filha, recolhendo cada fragmento de e-mail, cada linha dos textos do blog, cada atualização de status do Facebook. Sempre um passo atrás da verdade, ela descobre um lado de Amelia que nunca imaginaria que existisse. Este impressionante romance de estreia vai além de uma história sobre segredos e mentiras. Narra a busca de uma mãe tentando reunir cada detalhe possível para reivindicar a memória da filha que não pôde salvar.
LEIA UM TRECHO.
SITE / ARQUEIRO / SKOOB / GOODREADS  


KIMBERLY MCCREIGHRT


Kimberly McCreight frequentou a faculdade Vassar e se formou com honras pela Escola de Direito da Universidade de Pensilvânia. Após trabalhar como associada em algumas das maiores firmas de advocacia de Nova York, ela largou o direito para se tornar escritora em tempo integral. Suas obras foram publicadas na Antietam Review, Oxford Magazine e Babble. Atualmente mora em Park Slope, no Brooklyn, com o marido e as duas filhas.
CONTATO: SITE / GOODREADS / FACEBOOK



Assim que soube do lançamento deste livro, fiquei curiosa e querendo muito conferir esta história.
Devo dizer, que o gênero não é minha leitura habitual, e também não li nada desta autora antes, por isso não criei muitas expectativas quanto a leitura. O que de certa maneira foi muito bom.

Amelia, uma jovem que não conheceu seu pai, é criada sozinha por sua mãe, que é uma associada de uma grande e potente firma de advocacia de Nova York. Não entendi bem por qual motivo, sua mãe nunca contou a ela sobre a identidade de seu pai. A história nos é contada por Amelia e Kate sua mãe, em capítulos alternados. Acho muito interessante quando os autores usam este recurso, poque assim podemos estar a par de ângulos diferentes da história, e conseguimos assim tirar algumas dúvidas.

Apesar de ter curiosidade sobre quem é seu pai, Amelia tem outros problemas que ocupam sua mente.Como o seu envolvimento e adesão a um clube Ilícito só pra garotas, que é frequentado pelas riquinhas do seu colégio.Um fato que ela esconde de sua mãe e de sua melhor amiga Sylvia.

Kate se sente um pouco culpada as vezes por não estar tão próxima de sua filha, já que seu trabalho consome muitas horas de seu dia. Mas, ela confia em Amelia e tem certeza de que conhece seu caráter. O que faz com que ela tenha um choque em um determinado dia, ao receber um telefonema da escola informando que sua filha está envolvida em fraude e que ela tem que comparecer na escola com urgência. Mas, o pior está por vir... Ao chegar no colégio, Kate tem a terrível notícia que sua filha se jogou do telhado, o que a deixa perplexa e com uma dor horrível em seu coração.

Ela parece aceitar e ir aos poucos se acostumando com a morte de sua filha, até receber uma mensagem anônima, informando que sua filha não pulou do telhado. A partir deste momento, Kate resolve investigar a morte de sua filha e descobrir o que andava acontecendo em sua vida. Com quem ela andava e no que estava metida. Kate nos leva em uma jornada reveladora, devastadora, não somente pela queda de Amelia do telhado, mas também a um mundo abominável de insultos, intimidação, abuso de poder(por parte dos pais mais privilegiados), e infelizmente este era o mundo de Amelia nas suas últimas semanas.

Kimberly, consegue de forma interessante, inserir na história, vários textos da mídia, ou seja, atualizações do Facebook, e-mails, cartas, etc... Para de certa forma dar aos leitores, instantâneos da vida dos personagens que estamos começando a conhecer. Um método que ela utiliza com grande efeito.Em algumas partes do livro, temos acesso a textos que nos aterrorizam e perturbam de certa forma.

Por ter uma filha adolescente, me senti conectada a kate, e fiquei triste vendo o desespero dela por descobrir a verdade, mas de certa forma, a descoberta sobre o fato que Amelia cometeu suicídio ou se foi empurrada, torna-se  secundária, em vista de tudo que Kate aprende sobre sua filha (e sua vida)e o fato de que, não importa o que aconteça, ela nunca poderá ter Amelia de volta.

A Editora Arqueiro, mais uma vez nos apresenta um trabalho primoroso, desde a capa, que gostei muito, passando pela revisão, diagramação, fontes escolhidas,e a cor das páginas.

Uma história surpreendente, envolvente, que leva o leitor através das vidas(e mentiras)de estudantes, pais, professores e funcionários. Ninguém sabe a verdade, e todo mundo tem algo a esconder. Apesar de ter alguns detalhes que não ficam bem explicados, me deixou completamente envolvida, absorvida mesmo pela leitura.E foi uma das melhores leituras deste ano.

Com certeza recomendo este livro a todos os fãs de YA, que gostem de livros com um bom mistério, surpresas, ritmo constante e adrenalina.
Bjus




8 comentários:

  1. Oi, Lia
    Fiquei curiosíssima com esta história. Desde o lançamento o livro me encheu os olhos, a capa linda, o título muito atraente, a sinopse que me pegou pelo drama que promete... Tb sou mãe de adolescente e fiquei chocada com o que vinha a ser a trama principal. Já solicitei o livro e aguardo ansiosa por esta leitura.
    Concordo com vc que a morte da filha é o principal, a causa passa a ser secundária. Mas diante de tanta dor, o sofrimento da filha será, para sempre, a dor que vai martelar os pensamentos da mãe, carregada de culpa... mesmo sem ter tanta culpa assim, que mãe não se culparia?
    Amei sua resenha, estava querendo ler a opinião de alguém que tb tem filho nessa idade.
    Beijo.

    Minhas novas resenhas, sua opinião é sempre muito bem-vinda:
    Ler para Divertir
    As Meninas que Leem Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Manu, tudo bem flor?
      Tenho certeza que você vai gostar deste livro. O enredo foi bem desenvolvido, a história é densa, triste, mas tem uns mistérios bem interessantes.
      Eu gostei muito do livro, e te confesso que até hoje me pego pensando no quanto conhecemos verdadeiramente nossos filhos.
      Bjus

      Excluir
  2. Ai, Lia! Mais uma pra me deixar em cólicas por essa leitura. Não vi nenhuma resenha com menos de 4 estrelas até agora, todo mundo elogiando a obra. Claro que estou curiosa pra saber se Amelia foi assassinada ou se suicidou, mas, mais que isso, quero descobrir essa mãe procurando entender a própria filha. Adoro livros que tratam de relações familiares.
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Giulia, o livro é muito bom mesmo.
      Eu gostei da escrita da Kimberly, e omo falei na resenha, o fato de ter uma filha mais ou menos com esta idade, me deixou bem conectada na história.
      Bjus

      Excluir
  3. Eu adorei este livro amiga, aliás um dos melhores que li este ano. É um thriller cheio de suspense e mistério, e sobre o relacionamento de mãe e filha que parecia perfeito, mas carecia de muito diálogo. Gostei demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também gostei muito Ver. Um dos melhores para mim também.
      Bjus

      Excluir
  4. É a primeira resenha deste livro que leio, flor, e adorei saber que ele é tão bom quanto parece. Assim que soube do lançamento deste livro, já o havia incluído entre os meus desejados e aguardava a oportunidade de conferir a opinião dos leitores. É o tipo de livro que encanta e desencanta, provavelmente. Encanta pela história repleta de reviravoltas e desencanta justamente porque o grande fato (morte da Amelia) não poderá ser mudado. Em certo sentido, é tarde demais.
    Eu adorei a sua resenha, Lia-flor! Como sempre, é primorosa! *3*

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fran sua linda!
      Este livro foi bem intenso e emocionante, e como você falou foi bem triste também, pois sabemos que Amélia não será salva.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!