[RESENHAS] Sete Dias Sem Fim - Jonathan Tropper - Editora Arqueiro


Boa dia leitores!
Com vocês mais uma resenha quentinha!
Hoje vou dar minhas impressões sobre o livro Sete Dias Sem Fim, lançado pela Editora Arqueiro e que logo estará nas telonas do cinema.

SETE DIAS SEM FIM

Ficha Técnica:
Título Original: This Is Where I Leave You
Tradução: Regina Lyra
Páginas: 304
Lançamento: 02/09/2014
ISBN: 9788580411553
EAN: 9788580411553
Preço: R$ 29,90
Preço E-Book: R$ 14,99

Sinopse:
Judd Foxman pode reclamar de tudo na vida, menos de tédio. Em questão de dias, ele descobriu que a esposa o traía com seu chefe, viu seu casamento ruir e perdeu o emprego. Para completar, seu pai teve a brilhante ideia de morrer. Embora essa seja uma notícia triste, terrível mesmo é seu último desejo: que a família se reúna e cumpra sete dias de luto, seguindo os preceitos da religião judaica. Então os quatro irmãos, que moram em diversos cantos do país, se juntam à mãe na casa onde cresceram para se submeter a essa cruel tortura. Para quem aprendeu a vida inteira a reprimir as emoções, um convívio tão longo pode ser enlouquecedor. Com seu desfile de incidentes inusitados e tragicômicos, Sete dias sem fim é o livro mais bem-sucedido de Jonathan Tropper. Uma história hilária e emocionante sobre amor, casamento, divórcio, família e os laços que nos unem – quer gostemos ou não.
LEIA UM TRECHO.


Sobre o autor:

Jonathan Tropper é autor de Plano B, Everything Changes, The Book of Joe e This Is Where I Leave You. Ele é casado e mora com a esposa, Elizabeth, e os filhos em Westchester, Nova York. Os direitos de adaptação de Como falar com um viúvo para o cinema estão sendo negociados com a Paramount Pictures.


Sete Dias Sem Fim, é um livro irreverente e bem diferente dos que costumo ler.
O livro conta a jornada de Judd Foxman em busca de si mesmo e do resgate das coisas que são realmente importantes.

Em um tom irônico e irreverente, Jonathan Tropper nos apresenta um monte de personangens sombriamente divertidos e que formam uma família disfuncional.

Judd Foxman, é o narrador do livro e um narrador justificadamente taciturno. Judd não tem tido muita sorte ultimamente. Se você leu a sinopse do livro, já deve saber que sua vida anda ladeira abaixo. Sua esposa o trai com seu chefe Wade Boulanger, um verdadeiro macho alfa, nas palavras de Judd. Por conta disso Judd se vê sem esposa e sem emprego ao mesmo tempo. Como se não bastasse tudo isso, o que já é muito para qualquer um, seu pai morre e ele terá que voltar a casa de sua infância para passar um tempo com sua família, com a qual ele não tem mais nenhuma afinidade.

De volta para a casa de sua infância, Judd relutantemente se reune com seus amigos, irmãos e outros parentes. A ocasião: o ritual de uma semana de luto, para cumprir os preceitos da religião judaica, o shivá. Este foi o último desejo de seu pai.

O falecido Sr. Foxman falava como um ateu , mas levava seus filhos à sinagoga nos feriados. Ao que tudo indica, ele era um homem de poucas palavras, cujos descendentes não o conheciam muito bem. Mas eles estão dispostos a tentar entender  mais sobre o pai, sua mãe e a si mesmos.

O autor montou um elenco de personagens diferentes e que formam uma animada mistura. A viúva é uma celebridade meio tresloucada. Temos a irmã, Wendy, com quem ele costumava conspirar para assustar sua mãe. Seu irmão Paul, com quem ele tem uma história terrível, o que é responsável por uma grande parte da tensão entre eles. E Phillip, que é um alegre mentiroso, e que continua meio perdido na vida.

Wendy está lá com seu marido, Barry, um empresário chamativo que mantém uma atitude indiferente para os eventos familiares. Para ele, tanto faz esses eventos serem felizes ou trágicos.

Embora os diálogos criados pelo autor, sejam rápidos e engraçados, seu livro também tem profundidade. Os personagem mesmo parecendo divertidos e inconsequentes, carregam seus dramas, e leva um tempo até que todos percebam realmente o que atingiu suas vidas. Tropper termina a maioria dos capítulos com notas tristes.

Com tudo que está acontecendo Judd se sente meio perdido por um tempo. Leva um bom tempo lamentando a perda de sua esposa Jen. Ele até encontra um outro interesse romântico que por algum tempo o faz ser o tipo de cara que derrete com o simples pensamento de beijar na chuva. Mas quando Jen reaparece com a notícia de que está grávida, tudo muda novamente.

Conforme vão passando os dias, as coisas parecem que vão rapidamente ficando fora de controle, rancores antigos ressurgem, segredos são revelados, e antigas paixões despertam. Para Judd, esta semana vai servir como uma tentativa de dar sentido a bagunça em que sua vida se transformou, ao mesmo tempo em que ele irá tentar resgatar os valores, e os sentimentos por sua família.

A Editora Arqueiro fez um belo trabalho gráfico. A capa é com a imagem do filme, que virá para o Brasil em breve. A cor das páginas, a diagramação, e a fonte escolhida, nos proporciona uma leitura fácil e prazerosa.

Jonathan Tropper nos mostra um romance emocionalmente cru, denso, e engraçado sobre a vida, a família e o amor.
Agora é aguardar o filme que será lançado no Brasil em 27 de novembro de 2014, e conferir se foi feita uma boa adaptação.
Super recomendo esta leitura.
Bjus

2 comentários:

  1. Oi, tudo bem?
    Tenho bastante curiosidade para ler esse livro.
    Essa mistura de drama familiar e humor no enredo aguça minha curiosidade.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook Tem promoção de Halloween lá no blog. Não fique fora dessa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana, assim que puder confira, porque o livro é muito legal e vale a pena a leitura. bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!