[RESENHA] Minha Mãe é uma Peça - Paulo Gustavo - Editora Objetiva


Bom dia leitores!

Mais uma resenha fresquinha para vocês!
O livro de hoje é de uma mãezona irreverente e muito engraçada!


MINHA MÃE É UMA PEÇA
Minha mãe é uma peça, agora em livro e com histórias inéditas de Dona Hermínia

Ficha Técnica:
Paulo Gustavo
Humor
ISBN: 9788539006229
Lançamento: 01/03/2015
Formato: 16 x 23
152 páginas
Preço: R$ 24,90

Sinopse:
Essas crianças ainda matam Dona Hermínia de tanta preocupação. Após berrar com os filhos no teatro, no cinema e na TV, ela agora narra as desventuras com a família em livro. Marcelina, que está “imensa de gorda”, e Juliano, que em vez de trabalhar prefere decorar as coreografias daquela “cantora negona linda, a Cebion”, não são os únicos que escutam poucas e boas. Sobra bronca também para o ex-marido, Carlos Alberto, para a nova mulher dele, “a vaca da Soraia”, e para a empregada Valdeia, “que prefere ser chamada de secretária, mas ainda não chegou lá”.

Em sua estreia na literatura, Dona Hermínia — ou melhor, Paulo Gustavo, seu criador — fala sobre sexo, dietas e religião, dá conselhos de como criar os filhos, explica a antipatia que tem por Freud e sua “mania de colocar tudo que é culpa na mãe”, mostra como navegar na internet e faz seu guia de viagens. E, ao contrário dos manuais que ensinam como segurar o marido, conta os segredos para não perder o ex.

Paulo Gustavo ficou famoso com o monólogo Minha mãe é uma peça, em cartaz desde 2006. Pelo papel, foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator. Em 2013, o espetáculo virou filme, que teve o maior público do cinema nacional no ano, com 4,6 milhões de espectadores. Agora, a dona de casa divertida e mandona, que arranca gargalhadas cúmplices no teatro, na TV e no cinema, surge no livro Minha mãe é uma peça em fotos, ilustrações e textos inéditos escritos com a colaboração de Ulisses Mattos e Fil Braz.
LEIA UM TRECHO.


Formado na Casa das Artes de Laranjeiras, Paulo Gustavo é um ator niteroiense que se destaca na nova geração de comediantes brasileiros pelo humor sutil/dinâmico e espontâneo.
Ganhou visibilidade no final de 2004, quando integrou o elenco da peça “Surto”, comédia de grande sucesso de público e crítica. Na ocasião, apresentou a divertida Dona Hermínia, que se tornaria uma de suas personagens mais conhecidas.
Após sua formatura, em 2005, deixou o elenco de “Surto” e passou a integrar a peça “Infraturas”, de Fábio Porchat, que esteve em cartaz até o início de 2006, sob a direção da atriz Malu Valle. No mesmo ano, apresentou também o espetáculo “João Ternura”, sob a direção de Marcus Alvisi.


Vou falar algo para vocês, que parece até mentira, mas eu nunca assisti ao Paulo Gustavo. Nunca o vi na TV, nem no teatro e muito menos no cinema. É claro que não sou nenhuma alienada, e sei muito bem quem ele é e já li bastante sobre seu trabalho e vários elogios a ele. E antes que pensem que sou esquisita por causa disso, preciso afirmar que com certeza eu gosto de humor. 

Quando me tornei parceira da Suma de Letras, um dos primeiros livros a serem oferecidos para resenha foi este, e logo de cara eu quis muito conferir, justamente por achar que seria muito bom poder conhecer o trabalho do Paulo, através de seu primeiro livro. E devo dizer que foi uma boa decisão, pois me diverti demais com esta leitura! Gostei muito da maneira como Paulo ou Dona Hermínia nos conta suas histórias, seus casos e tal. Ele tem um humor muito irreverente, inteligente, meio ácido e por isso mesmo caiu no meu agrado. Depois da leitura deste livro, preciso mesmo arrumar um tempo e ir ao teatro assistir sua performance e logo que possível estarei conferindo o filme também.

Neste livro Dona Hermínia nos conta sua vida, seu cotidiano, seu modo de lidar com os filhos e com todos que estão a sua volta. São histórias mega engraçadas, leves e que me fizeram dar boas risadas. Inclusive pagar alguns micos por conta disto. Costumo ler na ida e volta para o trabalho, e me peguei diversas vezes rindo alto dentro do ônibus, e várias pessoas me olhando como se estivesse ficando doida... Constrangedor gente...

A leitura é tão gostosa e flui tão fácil, que li em dois dias. Não conseguia largar.
Dona Hermínia é bem parecida com a maioria das mães que vemos por aí. Claro que um pouco mais escrachada, mais maluquinha, mas no fundo várias de suas frases e dos sermões que ela dá aos seus filhos, são bem parecidos com os que minha mãe falava pra mim, quando era mais nova. Muitos dos seus comentários são tem sem propósitos que por isto mesmo se tornam engraçados.

Sobre como manter seu ex-marido:
"Eu já vi numa revista feminina um guia de como manter o marido. Eu tenho pra mim que mulher que lê uma coisa dessas é frouxa. Não tem que manter marido coisa nenhuma. Se não liga pra você, é porque ele não presta. Se não presta, é porque tem que deixar ir embora. Eu e Carlos Alberto fomos assim. Ele foi embora atrás da vaca da Soraia. Mas eu deixei ele ir. Eu vi que o casamento não tava bom e não quis correr atrás pra segurar coisa nenhuma."


A capa do livro é perfeita em minha opinião. A diagramação está ótima. No livro temos várias figuras, que fazem parte do contexto, e que dão mais graça a história. As fontes escolhidas e a cor das páginas facilitam a leitura. Um ótimo trabalho da Editora Objetiva.

A sensação que fica durante a leitura, é que conhecemos Dona Hermínia. Que ela faz parte de nossa vida, e a meu ver é isto que faz com que este personagem seja um sucesso.
E claro que super recomendo esta leitura!
Bjus

18 comentários:

  1. ta na minha lista de desejados! eu senti que ele tinha esse potencial divertido! ando precisando de leituras assim!
    Quando der, de uma passada no blog, adorarei sua visitinha!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, eu gostei bastante do livro. Engraçado mesmo. Ótimo pra gente dar aquela relaxada! kkk
      Bjus

      Excluir
  2. Oi Lia,
    as vezes assisto um programa no Multishow que ele esta no elenco, embora eu o ache muito bom ator, me soa estranho o fato de ter um livro de comédia (?), não sei, não encaixa na minha cabeça sabe ?!
    Mas pode ser que ao ler eu mude de idéia.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi flor, eu também não costumo me interessar muito por livros assim, mas como tinha curiosidade sobre o trabalho dele, resolvi solicitar pra resenha. Valeu a pena, é bem divertido.
      Bjus

      Excluir
  3. Olha dizem que o filme é extremamente divertido.
    Tive interesse de assistir uns tempos atrás, mas gosto de poucos filmes nacionais e por conta disso acabei nem vendo, mas agora vendo sua resenha e sobre o livro eu achei bastante interessante e me deu até vontade de ler, porque me parece ser bem engraçado. Espero ter a oportunidade de fazer a leitura. Parabéns amiga. Continue assim porque tá chique!


    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/03/resenha-labirinto-de-espelhos.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silvana, eu também não curto muito filmes nacionais. Mas, como estava curiosa a respeito deste ator resolvi conferir o livro, e gostei bastante. Dei boas risadas.
      Bjus

      Excluir
  4. Hey!
    Não li o livro, mas achei o filme super engraçado. Acredito que o livro deva ser muito bom também!
    Estou seguindo, beijos!
    O Outro Lado da Raposa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Raíssa, seja bem vinda ao Doces Letras!
      Eu ao contrário de você, não assisti ao filme, mas gostei muito do livro.
      Bjus

      Excluir
  5. Oi, Lia.
    Assisti ao filme e amo!!! Dona Hermínia, para mim, é o interior de todas as mães (mas ainda bem que algumas conseguem reprimir esses instintos rsrs).
    Bjos!
    Helena

    http://doslivrosumpouco.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem mesmo Helena! Já pensou várias donas Hermínias por aí?
      kkkkkk
      Bjus

      Excluir
  6. Oi! Eu assisti o filme em 2013 e adorei, mas não sabia que o Paulo tinha livro! Se for tão engraçado quanto o filme já tá na minha lista! heheheh

    Beijão, Guta!
    www.opinada.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Augusta, eu não sei se é tão bom quanto o filme, porque eu não assisti ao filme ainda... kkkkk
      Mas, o livro é bem legal e divertido. Vale a pena conferir.
      Bjus

      Excluir
  7. Oi Lia, obrigada a você também pela a visita ao Lápis e Livros.
    Eu não vi o filme ainda. Perdi ele no cinema e agora to esperando ele sair no "now" da net pra assistir. hahaha
    Agora o que eu não sabia é que ele escreveu um livro dessa história. Deve ser fantástico porque como você disse o humor dele é bem ácido. Já vi uns dois filmes com ele também e me diverti horrores com as tiradas dele.
    Vou tentar lembrar de não lê-lo em publico pra não pagar mico também. hahaha

    PS: Já tô te seguindo nas redes sociais do doces letras também.
    Beijos!
    http://lapiselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carla, obrigada flor.
      Eu gostei muito do livro e se tiver a oportunidade leia, pois acho que vai curtir.
      Bjus

      Excluir
  8. Dona Hermínia é realmente um sucesso, espero ler o livro , parece ser ótimo...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clarice, tudo bem?
      Seja bem vinda ao Doces Letras.
      Obrigada por seu comentário.
      O livro é ótimo.
      bjus

      Excluir
  9. Oi Lia, sua linda, tudo bem?
    Então, eu vou te contar. Eu sou uma pessoa que chora muito fácil, mas muito mesmo. Agora, é difícil uma história me fazer rir. E o filme Minha mãe é uma peça foi o filme que me arrancou gargalhadas. Eu nunca ri tanto na minha vida. Eu não lembro quanto tempor teve de duração, mas vou te dizer, eu ri em todas as cenas, sem exagero, esse cara é um fenômeno. Só tiveram duas cenas que eu não ri, porque é claro, estava chorando!!!!! E logo depois da cena do choro, eu já estava lá rindo novamente. Não quero te criar expectativas, vá sem esperar nada do filme, e tenho certeza de que não esquecerá essa experiência.
    Espero que o livro seja tudo isso para mim também.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, este livro foi uma grata surpresa amiga.
      Ri muito com ele, e minha também adorou. Horas de diversão garantida!
      Assim que tiver oportunidade irei conferir o filme.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!