[RESENHA] O Pequeno Príncipe - Antoine de Saint‑Exupery - Geração Editorial


Bom dia leitores!
Chegando mais uma resenha da colaboradora Ingrid Christo!
Vamos conferir?


O PEQUENO PRÍNCIPE

Ficha Técnica:
Autor: Antoine de Saint-Exupéry
Tradutor: Frei Betto
Gênero: Literatura Estrangeira
Acabamento: Capa Dura
Formato: 15,6x23cm
Págs: 160
Peso: 510g
ISBN: 978-85-8130-307-9
Preço: R$ 29,90
E-book
ISBN: 978-85-8130-309-3
Preço: R$ 4,90

Sinopse:
Um piloto cai com seu avião no deserto e ali encontra uma criança loura e frágil. Ela diz ter vindo de um pequeno planeta distante. E ali, na convivência com o piloto perdido, os dois repensam os seus valores e encontram o sentido da vida. Com essa história mágica, sensível, comovente, às vezes triste, e só aparentemente infantil, o escritor francês Antoine de Saint-Exupéry criou há 70 anos um dos maiores clássicos da literatura universal. Não há adulto que não se comova ao se lembrar de quando o leu quando criança. Trata-se da maior obra existencialista do século XX, segundo Martin Heidegger. Livro mais traduzido da história, depois do Alcorão e da Bíblia, ele agora chega ao Brasil em nova edição, completa, com a tradução de Frei Betto e enriquecida com um caderno ilustrado sobre a obra e a curta e trágica vida do autor.
Leia o primeiro capítulo.

Sobre o autor:

Antoine, ou melhor, Jean‑Baptiste Marie Roger Pierre de Saint‑Exupery, nasceu em 1900, na cidade de Lyon. Seu pai era o conde Jean de Saint‑Exupery, e sua mãe, a doce Marie Foscolome, também de origem nobre. O patriarca morreu precocemente num acidente ferroviário e Marie tomou para si a responsabilidade de educar os quatro filhos: Marie -Madeleine, Simone, Gabrielle, Antoine e François. É no castelo Saint -Maurice de Rémens, rodeado de uma floresta de pinheiros negros, que Antoine e seus irmãos irão crescer.


Antoine de Saint‑Exupery além do clássico O Pequeno Príncipe escreveu também: L’Aviateur (O aviador) – 1926 , Courrier sud (Correio do Sul) – 1929, Vol de nuit (Voo Noturno) – 1931, Terre des hommes (Terra dos Homens) – 1939, Pilote de guerre (Piloto de Guerra) – 1942, Lettre à un otage (Carta a um refém) – 1943/1944 e Citadelle (Cidadela) – 1948.


Este é o livro mais vendido e traduzido no mundo atrás apenas da Bíblia. E isto por sí só, já nos dá a dimensão do que é a sua leitura!

“O Pequeno Príncipe” é um incrível livro que conta a história de um aviador que ao sofrer uma pane em seu avião é obrigado fazer um pouso de emergência, no deserto de Saara.  No dia seguinte foi surpreendido ao acordar com uma doce voz, pedindo-lhe que fizesse um desenho de um carneirinho, ele estava no meio de um deserto, como poderia haver alguém? Ao abrir os olhos ele teve a visão de uma bela criança que não parecia que estava perdida no meio de um deserto. E o aviador passa a chamá-lo de “Pequeno Príncipe”.

Ao decorrer da história os dois acabam se tornando amigos e compartilhando momentos. O Pequeno Príncipe acaba contando suas incríveis histórias: de seu amor por uma rosa; de como o seu planeta é pequeno; de suas viagens pelos planetas vizinhos; e principalmente ele irá questionar sobre como os adultos nunca conseguem compreender nada sozinhos e que adultos adoram números. 
 Nessa história passamos a conhecer a inocência de uma criança e podemos comparar também seus pensamentos com os de um adulto.  O que torna a história ainda mais bonita é a inocência que podemos encontrar no pequeno príncipe. 

“Tu te tornas eternamente responsável pelo que cativas”, além de ser a frase mais famosa deste livro, é também a mais bela. E o Pequeno Príncipe, com certeza é um dos personagens mais queridos da literatura. 

 O livro “O Pequeno Príncipe” é ilustrado com incríveis desenhos, e suas páginas são coloridas o que o torna ainda mais belo. Como não se encantar por um livro assim? 


Aconselho a todos independente de idade a lerem esse livro e explorarem a história do aviador e do Pequeno Príncipe, que nos passa grandes ensinamentos e nos cativa com suas demonstrações de amor ao próximo e ao nosso Planeta.












Livro cedido para resenha pela Geração Editorial.

16 comentários:

  1. é vergonhoso mas verdadeiro, nunca li pequeno principe!
    :/
    mas espero remediar esse fato ainda esse ano!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila, eu já li umas duas vezes. Uma quando era bem novinha e outra há alguns anos atrás. Uma leitura deliciosa e que vale muito a pena.
      Bjus

      Excluir
  2. Eu estou com o livro pocket em minha casa, mas eu ainda não tive a oportunidade de conhecer a história, apesar que todos falam muito bem. Eu gostei bastante de tudo que você contou sobre o livro e espero também gostar bastante, porque estou muito curiosa para saber sabe? Enfim...Parabéns pela sua resenha ,porque ficou ótima =]

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2015/04/resenha-o-teste.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Silvana. A Ingrid amou o livro! E a edição está um capricho!
      Bjus

      Excluir
  3. Olá minha querida!
    Tá aí um livro que é para ser lido em várias idades, porque a cada etapa da vida que fazemos a leitura interpretamos de um jeito, ou nos toca de uma forma diferente.
    Mas preciso confessar que, apesar das lindas e tocantes mensagens, eu não sou apaixonada pelo livro, e pior que nem sei explicar o porquê, sei lá.... rsrs
    Beijo, beijoooo!
    She

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi She, eu também não sou apaixonada por ele e nem é o meu preferido, mas é um livro muito bonito e com lindas mensagens.
      Bjus

      Excluir
  4. Amei ler esse livro, mas li há tanto tempo que preciso reler qualquer dia desses...
    Amei a nova edição, fiicou linda!
    realmente é um livro para todas as idades.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição da Geração ficou linda mesmo! Muito caprichada.
      Obrigada pela visita flor.
      Bjus

      Excluir
  5. Oi
    quero ler esse livro, meu irmão tinha mais minha mãe deu antes de ler, mais quero essa edição, pois parece ser linda. Tenho que criar vergonha na cara e ler esse livro.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se tiver oportunidade lei, pois é muito lindo.
      Bjus

      Excluir
  6. Lia, acredita que eu nunca li esse clássico :( Tenho que ler! Fui até nesse ano ao Municipal ver o musical do livro e adorei <3 E de Páscoa ganhei o ovo com a raposa de pelúcia RSRS
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza, leia sim. O livro é muito fofo e tem ótimos ensinamentos.
      Deve ter sido muito legal poder assistir ao musical.
      Bjus

      Excluir
  7. Ai que vergonha, mas eu nunca li O Pequeno Príncipe...
    Que capa linda!!!
    Bj!
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vergonha nada Gladys, não tem como termos lido de tudo... kkkk
      A capa está um primor.
      Bjus

      Excluir
  8. Olá.
    Esse livro tem vida pra mim, não canso de falar isso, assim como não canso de ler.
    A cada leitura encontro algo novo.
    Tenho uma edição especial com informações extras sobre o processo de criação do pequeno príncipe e ilustrações extras.
    Mas como fã, sinto necessidade ter essa edição da Geração também, é linda.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paty, este livro é especial mesmo.
      E sua edição deve ser o máximo.
      Realmente a edição da Geração está linda, e ótima para colecionadores.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!