[RESENHA] Eu Estive Aqui - Gayle Forman - Editora Arqueiro


Bom dia seus lindos!

Nova resenha chegando para vocês!
Este é o meu segundo contato com a escrita de Gayle Forman, e o que posso dizer sobre isso...
Confiram na resenha!


EU ESTIVE AQUI

Ficha Técnica:
Título Original I was here
Tradução Fabiano Morais
Páginas 240
Lançamento 15/06/2015
ISBN 9788580414233
EAN 9788580414233
Preço R$ 29,90
Preço E-Book R$ 19,99

Sinopse:
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. Eu estive aqui é Gayle Forman em sua melhor forma, uma história tensa, comovente e redentora que mostra que é possível seguir em frente mesmo diante de uma perda indescritível.
LEIA UM TRECHO.


Cody e Meg eram melhores amigas, daquelas amizades que duram para sempre.
Elas cresceram juntas, riram juntas, e sonhavam juntas. Isto foi assim até Meg ir para a faculdade, deixando Cody para trás em sua pequena cidade natal. A separação foi difícil para Cody: além de perder sua melhor amiga, ela também passou a se ressentir com Meg. Como ela pode ir embora realizar seus sonhos a deixando pra trás?

Mas, tudo muda de figura quando Cody fica sabendo que Meg cometeu suicídio, deixando sua família, ela própria e seus amigos sem entender tal atitude.
Ninguém consegue imaginar Meg atentando contra sua própria vida, muito menos Cody. Mas quando os pais de Meg pedem a Cody para ela ir para a faculdade de Meg para juntar seus pertences e arrumar as coisas que sua filha deixou para trás, ela começa a tentar resolver aquele quebra-cabeça. Afinal, o que de fato aconteceu a sua melhor amiga? E porque ela dentre tantas pessoas, nunca percebeu que a vida de Meg teria este desfecho? Até que ponto elas realmente se conheciam?

Diante de tantas incógnitas Cody terá um verdadeiro mistério a resolver, para que possa seguir em frente com a sua própria vida.

Eu Estive Aqui,  aborda um assunto pesado, como o suicídio, mas não vou classificá-lo como um livro somente de drama. Ele é muito mais do que isso. É uma história de amizade, perda, culpa, dor e aprender a seguir em frente. É um livro muito forte, e que combina com a escrita de Gayle em Se Eu Ficar, livro que gostei muito.

Embora Meg não tivesse muito amigos próximos na faculdade, ela era considera como o tipo de garota que tem uma personalidade muito viva, que todos admiravam e queriam ser igual, aquela que de alguma forma sempre faz as coisas darem certo.
Cody praticamente viveu em sua sombra, embora ela nunca tenha se ressentido disto, ou pelo menos tenha percebido desta forma. Não até que Meg a tenha deixado para ir para a faculdade, pois foi a partir daí que as fissuras no relacionamento começaram a se mostrar.

Cody é o tipo de personagem que eu gosto e que gostaria de ver com mais frequência em novos livros para adultos. Ela não foi para a faculdade devido a razões financeiras. Ela vem de uma família pobre. Ela simplesmente é o que é. Como resultado, ela acabou ficando presa em uma cidade onde quase ninguém consegue realmente sair.
Ela limpa casas para ganhar dinheiro, o que certamente não é um trabalho fascinante. Cody é uma personagem muito real para mim. Daquelas que conhecemos em nosso cotidiano e de quem acabamos nos afeiçoando.


Outro personagem bem real para mim foi Ben - ele não é um cara perfeito. É membro de uma banda de rock, da qual Meg adorava as músicas e acabou fazendo amizade com ele e como muitas meninas antes dela, ela acabou dormindo com ele. E da mesma forma que ele largou as outras meninas, ele deixou Meg, simplesmente porque ele não sabe como ser amigo de uma menina. Ben poderia ter sido o vilão desta história, muitos podem o considerar responsável por quebrar o coração de Meg e com isto ter feito que ela cometesse o suicídio. Mas a meu ver não é nada disso, ele é apenas um cara que pegou o bonde da vida de Meg no meio do caminho e acabou envolvido neste episódio e a culpa recaindo sobre ele.

Enquanto acompanhava a busca de Cody para descobrir o que poderia ter levado Meg a cometer tal ato, pude acompanhar todo o seu processo de luto. Todas as fases da dor de se perder alguém de quem gostamos muito, ainda mais de uma forma tão triste quanto esta. Ao mesmo tempo, vemos a relação entre ela e Ben ir desabrochando, acontecendo aos poucos, e isto foi fascinante de acompanhar.

No começo o romance entre eles pode ser meio clichê, como um romance de um roqueiro e uma menina de cidade pequena. Ben é um idiota no começo. Um daqueles caras do rock estereotipados que trás em sua bagagem uma série de encontros de uma noite só . Mas o suicídio de Meg o tocou fundo e conhecer Cody, sua melhor amiga irritada e implacável, que viu nele muito mais que ele mesmo, fez com que ele mudasse. O livro é contado pela visão de Cody, mesmo assim você consegue observar esta mudança dele.  Apesar das circunstâncias estranhas e tristes em que eles se conheceram, eu fiquei com esperança de que iriam acabar encontrando uma maneira de fazer as coisas darem certo.

Lendo este livro, pude perceber a sorte de não ter passado por uma experiência semelhante em minha vida, eu sei que muitas pessoas lá fora já sentiram isto de perto, e eu fui capaz de criar empatia de uma maneira que eu não tinha antes. O suicídio é um tema difícil e emocionalmente pesado para ler sobre, mas Forman soube trabalhar o tema de forma que a história não se tornasse demasiadamente pesada e triste. Ela inclui momentos mais leves e alguns até mesmo fofos. O livro é um olhar particular sobre a depressão, o estigma que a rodeia, a vida e a morte.

Eu Estive Aqui me mostra uma escrita fina, elaborada e envolvente de Gayle Forman, uma história tensa, emocionante e redentora sobre o significado da amizade, da importância de uma família e de encontrar uma maneira de seguir em frente, mesmo em face de uma perda muito difícil e dolorosa. É uma história forte, densa mas linda sobre a perda e o perdão. Uma história que super recomendo.
Bjus

18 comentários:

  1. Oi!
    Eu estou realmente curiosa para conhecer a escrita da Gayle Forman.
    O tema do livro é bem tenso mesmo, mas é bom saber que a autora soube colocar tudo na medida certa para que a história não ficasse pesada demais.
    Em breve vou querer lê-lo.
    Beijos

    www.construindoestante.com || Curta a fanpage
    Esse é o mês de aniversário do blog! Participe da Promoção e do Top Comentarista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Eliana, a história é tensa mesmo, um pouco triste, mas como falei a autora soube trabalhar bem o tema.
      Bjus

      Excluir
  2. O livro parece ser impactante,eu não sou muito fã da autora mas fiquei com uma super vontade de ler esse,o tema é pesado,mas infelizmente faz parte do nosso dia a dia e tem um apelo muito forte para mim,e também pelos personagens,que pela forma como você os descreveu,tem tudo para me conquistar...

    bjsss

    Apaixonadas por Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bia, tudo bem?
      Eu também não sou fã, mas este é o segundo livro dela que leio e gostei dos dois.
      Ela soube trabalhar bem a história, e sei bem como o livro vai tocar você.
      Bjus

      Excluir
  3. Olá!
    Estou com esse na minha estante. Vai ser minha próxima leitura.
    A Gayle tem muito talento, por isso estou tranquila quanto a essa leitura.
    Mas vamos como desenrola! haha

    Beijo
    www.ooutroladodaraposa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Raíssa, ela tem uma ótima escrita mesmo.
      Foi uma boa leitura.
      Acho que vai gostar.
      Bjus

      Excluir
  4. Olá!,
    Já li um livro dessa autora e não vejo a hora de ler mais, Eu estive aqui parece ser muito bom mesmo, emocionante típico da autora.
    Abraço!
    Leitura Fora De Série

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Guilherme, se você curte a autora vai curtir o livro.
      Bjus

      Excluir
  5. Oi! Eu gostei bastante deste livro, tem uma história que não foi escrita para ser gracinha, mas sim realista e autêntica, abordando assuntos que estão aí, tão perto de nós e muitas vezes ignorados. A cada novo livro da autora que leio fico mais fã do trabalho dela.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cida, eu também gostei bastante da maneira como ela trabalhou esta história
      Este é meu segundo contato com sua escrita e gostei.
      Bjus

      Excluir
  6. Nunca li nada da autora, só assisti aquele filme. Eu tenho uma certa curiosidade sobre esse livro. Que mistério ronda esse suicídio, gente?! É realmente um assunto delicado de se abordar. Bom saber que a autora soube fazer isso muito bem!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Suelen, ela tem uma maneira de escrever bem diferente da usual.
      Mais realista mas com certa doçura.
      Eu gostei bastante deste livro e se tiver oportunidade dá uma conferida.
      bjus

      Excluir
  7. Oi, amiga! Tudo bem?

    Gostei da sua resenha. Tenho uma curiosidade enorme em conhecer os livros dessa autora, diante da quantidade absurda de comentários positivos a respeito dos seus escritos que já li por aí. Solicitei esse livro para a editora nesse mês e estou louca para começar a ler. Tenho certeza de que vou gostar. Principalmente pelo que disse no último parágrafo! Histórias tocantes me deixam sem chão e eu gosto disso.

    Um beijo,
    Doce Sabor dos Livros docesabordoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jeni, eu gostei muito do livro, e acho que os elogios a ela são merecidos.
      Espero que goste da leitura tanto quanto eu gostei.
      Bjus
      Lia Christo
      www.docesletras.com.br

      Excluir
  8. eu ja li, mas sabe aquela história que te marca que você não consegue expressar bem em palavras?
    a autora tem o poder de tratar de questões tão forte com um jeito singelo, ao mesmo tempo que trabalha sentimentos em seus personagens, desperta reações no leitor!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu entendo bem Thaila.
      Quando um livro me toca deste jeito fica difícil sair a resenha...
      Bjus

      Excluir
  9. Olá Lia,

    Todas as resenhas que leio desse livro são positivas, ele já está na minha lista e quero ler com certeza....bjs.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marco, eu gostei muito do livro.
      A autora soube trabalhar bem o tema e a história é muito bonita.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!