[RESENHA] A Mentira - Helen Dunmore - Companhia Editora Nacional


Boa dia queridos leitores!


Tudo bem com vocês? Espero que sim.
Hoje vou falar sobre um livro que me tirou completamente da zona de conforto e que me trouxe bons conhecimentos.


A MENTIRA

Ficha Técnica:
Ficha Técnica:
Autora: Helen Dunmore
ISBN: 9788504019643
Código: LN01964
Páginas: 296
Edição: 1
Ano de edição: 2015
Catálogo: Interesse geral
Preço: R$29,90
Sinopse:
Este é um romance sobre afetos e perdas que se passa no devastador cenário da Primeira Guerra Mundial. Daniel Branwell é um jovem soldado que consegue voltar no fim da guerra. No fronte, ele perde seu grande amigo de infância, Frederick Dennis. Em casa, seu retorno é para um vilarejo cheio de ausências e com a notícia do falecimento de sua mãe. Diante disso, o rapaz não se esforça para se comportar como todos esperam que ele faça, considerando que as memórias das trincheiras e de Frederick não lhe abandonam e perturbam sua mente. Neste comovente romance, reconstruir a vida após a guerra parece uma tarefa pesada demais para o protagonista. O enredo, que passeia sobre os temas da lealdade e da amizade, surpreende o leitor ao tratar das difíceis consequências que nossas escolhas têm em nossas vidas. 


Quando recebi este livro para fazer a resenha não sabia bem o que esperar. Apesar da autora ser bem conceituada lá fora, nunca tinha lido nada dela. Eu não sou muito chegada a temáticas de guerra ou pós guerra, mas como sempre comento, ás vezes é bom nos jogarmos em uma leitura diferente e assim sairmos um pouco da nossa zona de conforto. E eis que foi uma leitura proveitosa.

Nosso protagonista Daniel que também é o narrador deste romance, é um homem que viveu muito perto da morte, e esteve lá muitas vezes. Ele é um sobrevivente das trincheiras de batalha da primeira guerra mundial. Um homem que vive assombrado pelas experiências traumáticas que viveu por lá e das quais não consegue se livrar. Uma de suas piores lembranças, a que mais mexe com ele é o triste e trágico destino de seu amigo mais próximo, Frederick. A morte de seu amigo mexe muito com ele, e mesmo sem sabermos porque, ele se sente culpado sobre isso.

Ao voltar da guerra ele ainda tem que se deparar com a morte de sua mãe, que ocorreu enquanto ele estava longe sem poder fazer nada para ajudá-la. Este será mais um fator para deixá-lo extremamente triste e se sentindo perdido. Ele nunca gostou muito de sua cidade natal na Cornuália, e assim ele acaba encontrando abrigo com uma mulher frágil e idosa, com quem ele faz amizade. Após a morte desta senhora, ele se muda para a casa dela. Suas noites são traumáticas e perturbadoras. O fantasma de Frederick assombra seus sonhos, aparecendo para Danny todas as noites, coberto de lama, uma imagem tão vívida que Danny pode sentir o cheiro da lama nele.

Danny reacende sua amizade com Felicia, a irmã de Frederick. Ela se casou muito jovem, no início da guerra, mas seu marido também está morto, abatido nos campos de batalha da França. Felicia tem uma filha, e Danny tenta ajudá-las tanto quanto ele procura resgatar as ações que ele sente que possam ter levado à morte de seu amigo. Felícia é a única pessoa na cidade com quem ele consegue conversar e compartilhar um pouco de seus sentimentos em relação a perda de Frederick. Felícia também tenta se levantar e cuidar da melhor maneira de sua filha. Os três personagens eram amigos de infância.

A história se move entre a amizade de infância, a guerra, as lembranças de Daniel e as tentativas de Felícia de fazê-lo voltar à vida. Daniel vem de origem humilde, mas tem uma grande paixão pela literatura e o dom para escrever, mas ao mesmo tempo tem a maldição de recordar tudo e isto o faz sofrer demais.

Eu gostei da maneira como a autora trabalhou o enredo. Me emocionei com algumas passagens do livro, e pude imaginar toda a dor e horror que foi a vida de Daniel durante a guerra em 1920. Os personagens são bem desenhados e os acontecimentos pelos quais eles passam são críveis e bem delineados.

Em minha opinião a mentira ao qual o título se refere, não é apenas o que aconteceu durante a guerra. É mais pessoal do que isso, é um engano que assombra a consciência de Danny e o que acaba por levá-lo a tanto sofrimento.


A capa do livro está de acordo com o que encontramos na história. A diagramação é simples, mas muito bem feita. Uma boa publicação por parte da editora.

Certamente uma ótima pedida para aqueles que gostam desta temática, ou que tenham curiosidade sobre algumas coisas que ocorreram nesta época. Uma leitura que prende e que mexe com nossas emoções. Minha única ressalva foi que senti falta daquele desfecho que me deixasse mais satisfeita, mas entendi o que a autora quis mostrar. Que é como a vida real, nem sempre as coisas terminam do jeito que gostaríamos.
Bjus

5 comentários:

  1. Oi Lia, tudo bem???
    Eu não curto muito de ler histórias que envolvem as guerras, não consigo me prender... o ultimo livro que li demorei quase 3 meses para finalizar, percebendo assim que não é pra mim... mas aqui encontramos um romance simples, mas ainda assim um romance... fiquei imaginando todas as perdas de Daniel... não consigo nem imaginar todo esse sofrimento dele... se existe um tempo do qual eu não gostaria de ter vivido é este... é muito sofrimento e muitas perdas... fora o medo constante... enfim... deve ter sido uma leitura muito boa... eu queria gostar desse tipo de leitura, porque temos história como pano de fundo...

    Gostei muito do seu blog... foi a minha primeira vez aqui... e me senti muito bem... adorei o lay... parabéns... a sua resenha ficou ótima... estou seguindo suas redes sociais... te convido a conhecer o meu blog... se sentir vontade é claro... Xero!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja muito bem-vinda ao blog!
      Espero que volte mais vezes. Com certeza irei visitar o seu.
      Como escrevi no início da resenha, também não curto muito a temática. Mas, foi uma leitura proveitosa.
      Bjus

      Excluir
  2. Eu também não sou fã de livros de guerra, mas nesse parece que a guerra é contada como um fato distante, em lembranças, e o foco principal fica no pós, o que torna a história até mais interessante. Adorei a resenha, não conhecia a autora ainda, mas já anotei a dica!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, é isto mesmo. A guerra é mais com uma pano de fundo.
      Acho que você vai gostar.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi Lia, eu particularmente, ao contrário de vc, gosto muito desta temática e surpreendentemente não conhecia esta obra, vou marcar para ler.
    abç,
    Boo Nina (gi)
    http://www.rascunhocomcafe.com/

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!