[RESENHA] A Guerra da Água - Harald Welzer - Geração Editorial



    Olá, eu sou Kênia Cândido do Blog Histórias Existem Para Serem Contadas e colaboradora do Blog Doces Letras.


 Hoje vou deixar minha resenha do livro A Guerra da Água escrito pelo Harald Welzer e publicado pela Geração Editorial.
    Conheça minha opinião.



. Dados Sobre o Livro:

- Titulo Original: Klimakriege: Wofur im21. Jahrhundert getoter wird.
- Autor: Harald Welzer
- Editora: Geração
- 2ª Edição
- Ano: 2016
- 318 páginas
- Tradução de: William Lagos

- Adicione no Skoob: A Guerra da Água

. Sinopse:

Este livro impressionante e devastador nos informa que neste século 21 os homens não vão mais entrar em guerra, matar e morrer só por causa da economia, da religião e dos conflitos raciais, mas também em consequência das mudanças climáticas que podem tornar imensas áreas no planeta inúteis para a sobrevivência. Os espaços vitais disponíveis encolherão e provocarão conflitos armados permanentes. As guerras civis, os poderosos fluxos de refugiados e as injustiças atuais se aprofundarão. Ondas de refugiados climáticos e fugitivos do terrorismo vagarão às cegas pelo planeta. Harald Welzer nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?

Possível Realidade

       Fiquei impressionada com a leitura deste livro, por mostrar um lado real que jamais esquecerei. As análises e as argumentações que Harald usou são sérias, avassaladoras e merece total atenção.
      Com uma escrita forte e objetiva, o escritor Harald Welzer, mostrou em A Guerra da Água o futuro que a humanidade está predestinada a viver. A partir deste século a população mundial irá entrar em guerras e vai matar ou morrer  não só por causa da economia, da religião e dos conflitos raciais, mas também por causa do clima.
      Harald argumenta que as mudanças climáticas como furacões, aquecimentos, resfriamentos, chuvas em excesso ou insuficiente, levará a sociedade sofrer consequências e desafios totalmente novos que terão efeitos profundos que fará o clima e a violência se inter-relacionarem.
      O autor também explora com detalhes períodos históricos como a guerra no oriente Médio expondo questões e conflitos nos recursos naturais e soluções radicais para problemas sociais no futuro.
      A água é um bem natural que pertence a todos os seres vivos, mas precisamos fazer nossa parte. Já estamos começando a sentir na pele as mudanças climáticas. Pode ser analise futurística, mas serve de alerta para o nosso mundo globalizado, pois as consequências são espantosas.
      Além de ter uma capa incrível que combina perfeitamente com o enredo, a  edição está com a diagramação impecável  nas folhas brancas. Têm alguns gráficos sobre guerras e conflitos armados que já aconteceram com o grau de violência em cada país e mapas com variações climáticas com possíveis suspeitas de novas formas de guerras, conflitos e crises.
      Enfim... A Guerra da água é uma leitura sugestiva que recomendo para todos os leitores. Vale a pena!
“ Estes homens se reúnem em bandos de extermínio, longe de suas comunidades e grupos sociais habituais e, a partir de então, se estabelecem determinadas normas, dentro das quais comprovadamente se desenvolvem comportamentos mútuos e temporários, através de cujas barreiras nenhuma critica externa pode penetrar. Eles se comportam no âmbito de situações totais, para as quais a heterogeneidade social se torna o ambiente cotidiano comum.”  
 ( pág. 29 )
“ Em alguns destes e de outros conflitos futuros, as variações climáticas exercerão uma crescente influência sobre o problema da sobrevivência humana, alimentando ainda mais as chamas da dinâmica da violência; em outros terão um papel apenas limitado.” 
( pág. 165 )
“ O ponto crucial da modernidade funcional se baseia no fato de ela não tomar sobre si qualquer história de uma identidade esclerosante em que as pessoas se insiram como cidadãos e cidadãs e, sobre tal base, possam desenvolver o sentimento de uma identidade concreta de Nós. A história passa a ser recontada a partir do momento da criação da boa sociedade.”  
 ( pág. 286 )
  

     . Sobre o autor:

       O autor Harald Welzer, nascido em 1958, é diretor do Centro de Pesquisas Interdisciplinares sobre a Memória do Instituto de Ciências Culturais de Essen e professor-pesquisador na área de Psicologia Social da Universidade Witten/Herdecke, na Alemanha. Ele nos aponta um cenário apocalíptico e adverte: o que estamos fazendo para conter o terror que se avizinha?


    . Já conheciam ou já leram A Guerra da Água?
    . Então antes de ir embora, deixa seu comentário. Vamos adorar lê-lo.
    . Bjos e até a próxima...



Kênia Candido:
Eu sou dona do blog Histórias Existem Para Serem Contadas. Mineira completamente apaixonada por livros, filmes e seriados de TV.

6 comentários:

  1. Oi Kênia e Lia, suas lindas, tudo bem com vocês?
    Esse é um assunto que me deixa com medo faz muito tempo, ele é real. Já vi várias reportagens sobre isso. Inclusive li um livro que falava que acreditava que nosso fim será justamente por falta de água e de alimento. A população mundial cresceu de forma incontrolável, um estudo disse que nós já não temos o suficiente para todos. E não vejo ninguém fazendo nada para resolver esse problema. Não conhecia o livro, mesmo não sendo muito do meu gênero, por ser desse assunto, vou colocar na lista e assim que tiver a oportunidade pretendo ler. Sua resenha ficou ótima!!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila.
      Eu também não costumo ler livros com esta temática, mas com certeza este é um assunto sério e importante, ao qual todos deveríamos dar maior atenção.
      Bjus

      Excluir
  2. Essas análises futurísticas são sempre um tapa na cara do leitor, né? Mostram uma realidade próxima de nós, que por muitas vezes nos negamos a enxergar, e livros como esse são super válidos pra nos situar.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Carol.
      Uma leitura que muitos de nós deveriam fazer e refletir sobre.
      Bjus

      Excluir
  3. Não conhecia esse livro e essa resenha despertou minha vontade de ler.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Luiza.
      Espero que tenha a oportunidade de conferir.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!