[RESENHA] Quando a Bela domou a Fera - Eloisa James - Editora Arqueiro


Bom dia seus lindos!


Hoje venho compartilhar com vocês, as minhas impressões, sobre um romance que é uma releitura da Bela e a Fera.
Vem comigo...


QUANDO A BELA DOMOU A FERA

FICHA TÉCNICA
LANÇAMENTO: 13/03/2017
TÍTULO ORIGINAL: WHEN BEAUTY TAMED THE BEAST
TRADUÇÃO: THALITA UBA
FORMATO: 16 X 23 CM
NÚMERO DE PÁGINAS: 320
PESO: 0.45 KG
ACABAMENTO: BROCHURA
ISBN: 9788580416800
EAN: 9788580416800
PREÇO: R$ 39.90
E-BOOK
eISBN: 9788580416817
PREÇO: R$ 24.99

Sinopse:

Eleito um dos dez melhores romances de 2011 pelo Library Journal, Quando a Bela domou a Fera é uma deliciosa releitura de um dos contos de fadas mais adorados de todos os tempos. Piers Yelverton, o conde de Marchant, vive em um castelo no País de Gales, onde seu temperamento irascível acaba ferindo todos os que cruzam seu caminho. Além disso, segundo as más línguas, o defeito que ele tem na perna o deixou imune aos encantos de qualquer mulher.

Mas Linnet não é qualquer mulher. É uma das moças mais adoráveis que já circularam pelos salões de Londres. Seu charme e sua inteligência já fizeram com que até mesmo um príncipe caísse a seus pés. Após ver seu nome envolvido em um escândalo da realeza, ela definitivamente precisa de um marido e, ao conhecer Piers, prevê que ele se apaixonará perdidamente em apenas duas semanas.

No entanto, Linnet não faz ideia do perigo que seu coração corre. Afinal, o homem a quem ela o está entregando talvez nunca seja capaz de corresponder a seus sentimentos. Que preço ela estará disposta a pagar para domar o coração frio e selvagem do conde? E Piers, por sua vez, será capaz de abrir mão de suas convicções mais profundas pela mulher mais maravilhosa que já conheceu?


Assim que soube do lançamento deste livro, fiquei super a fim de conferir. A capa é simples, mas linda, e a sinopse me aguçou a curiosidade. Imaginem então como fiquei ao saber que, Quando a Bela domou a Fera, é uma releitura de "A Bela e a Fera", que é o meu conto de fadas preferido? Somado a isso no Encontro com Livreiros, promovido pela Editora Arqueiro, ao qual compareci, fiquei sabendo que o personagem Piers, foi criado a semelhança de Dr. House, um personagem que eu adoro, que é o protagonista de uma das melhores séries de TV de todos os tempos. Pronto o estrago estava feito! Precisa ler e precisava muito. rsrsrsrs

Este é o segundo livro da série sobre releituras de contos de fadas da autora, e o primeiro livro dela lançado aqui pela Editora Arqueiro. A história é contada em terceira pessoa, algo que gosto, porque me dá uma maior possibilidade de conhecer os pensamentos dos personagens e ao mesmo tempo ficar mais por dentro da história como um todo. Este recurso é usado com maestria pela autora, já que desta maneira ficamos mais próximos da mente brilhante de Piers, e da mente sagaz de Linnet. Ambos personagens adoravelmente envolventes e cativantes.

O livro é bem escrito, com uma história atraente e personagens admiráveis. Apesar da autora abordar temas sérios, ela os trata com leveza e humor, tirando assim o peso e a angústia que tais assuntos poderiam causar ao leitor.

Linnet Berry Thrynne é jovem, muito bonita, e a Bela da temporada. Ela está sendo cortejada nada menos do que por um príncipe, um tipo romântico que aparentemente gosta de cortejar e brincar com o coração de mulheres consideradas inadequadas para ele, como Linnet, que mesmo sendo uma dama da alta sociedade, é inadequada para ele, por ser a mera filha de um visconde. Quando o príncipe anuncia abruptamente sua inaptidão para o casamento, e depois abandona Linnet no meio de uma festa, isso causa um escândalo. Nossa heroína, a bela Linnet, precisa de um casamento apressado. Toda Londres, incluindo seu pai, acredita que, devido a alguns beijos com um príncipe e um vestido que a fez parecer inchada, ela provavelmente está grávida e definitivamente desonrada. O pai de Linnet - desesperado por um noivo - e o pai de Piers - desesperado por um herdeiro - inventam a solução perfeita: Linnet casará com Piers, chamará o filho do príncipe dele e dará à família Marchant um herdeiro legal e de sangue azul. Linnet, apesar de saber perfeitamente que o príncipe não fez mais do que beijá-la, concorda com este esquema porque seu pai é insistente, ninguém em Londres vai falar com ela e, bem, ela prefere a ideia de se casar com um homem impotente - já que ela achou toda a coisa de beijos com o príncipe bastante desagradável. Então, ela parte para o País de Gales. A Bela indo para o covil da Fera.

Piers Yelverton, o conde de Marchant, pratica sua medicina sarcástica, dedutiva em um castelo enorme no País de Gales, mas ele é essencialmente o Dr. House em suas relações familiares problemáticas, sua dor na perna que é debilitante e uma língua muito desagradável. Piers como o personagem House é uma Besta.

O cáustico Piers vive uma vida de exílio auto-imposto em seu castelo transformado em hospital. Ele foi gravemente ferido quando jovem e sofre de dor crônica em sua perna. Ele pratica uma  medicina brilhante na população local - ele é excelente em diagnosticar e tratar seus males. (Ele não é um cirurgião - o corte é feito pelo seu primo francês Sebastien com quem Piers trabalha.) Piers evita qualquer coisa que se assemelha a afeição de outros e não tem absolutamente nenhum plano para se casar e produzir um herdeiro. Na verdade, todos os que o conhecem acreditam que seu acidente na infância o deixou impotente.


Naturalmente, Piers não é o que Linnet esperava - dizer que ele é temperamental é no mínimo, um eufemismo. Ele odeia seu pai e não tem nenhuma intenção de passar por qualquer casamento. Sua propriedade remota é usada principalmente como um hospital, onde ele trata os pacientes com uma variedade de doenças e ensina vários jovens médicos em formação; Ele é habilmente assistido por seu charmoso primo francês, Sebastien, que é um ótimo cirurgião. Piers pode ser chocantemente insensível para com seus pacientes; ele lhes dá excelentes cuidados, mas não hesita em ser brutalmente honesto sobre o curso de suas doenças e chances de sobrevivência, o que deixa nossa heroína muitas vezes chocada e quase sempre irritada com ele.

A história se move em um ritmo agradável e rápido. O herói e a heroína são bastante sarcásticos um com o outro, criando diálogos inteligentes e espirituosos, o que eu gostei muito. Os personagens secundários são interessantes e ajudam muito no desenrolar do enredo. Há uma tia dramática, um ex-viciado Duque e sua ex-duquesa francesa, um mordomo espirituoso que na verdade é um espião, e um menino bonito com uma perna quebrada, que é um paciente de Piers, sem contar com a enfermeira antipática.

Uma coisa que achei muito interessante neste livro, foi a parte da medicina. Algo totalmente adverso de encontrarmos nos típicos romances de época, ainda mais sendo exercida por um conde e usada de maneira a nos deixar mais inteirados com as doenças existentes na época. Pode-se perceber claramente a boa pesquisa feita pela autora, e gostei muito da maneira que ela conduziu isto no enredo. Outra coisa que me agradou muito foi o desenvolvimento da relação de Piers e Linnet. Os dois começam às turras, aos poucos desenvolvem um companheirismo e uma amizade mais terna, passam a posição de amantes, onde têm uma ótima química, passam por turbulências que me emocionaram e finalmente se tornam apaixonados, encontrando assim sua cara metade.

Eloisa James, trabalhou muito bem sua releitura. Apesar de termos todos os elementos principais do conto original presentes na obra, eles não foram usados de uma forma literal. Com isso a escrita ficou mais fluida, mais leve e mais bem-humorada.


No final do romance, Piers e Linnet sobrevivem à tragédia com graça. Sua história é comovente e muitas vezes perversamente engraçada. Piers, ao contrário de seu sósia da tevê, começa o felizes para sempre que merece. Tenho a certeza - e lembre-se que é um conto de fadas - Piers e Linnet terão vidas longas e amorosas, curando e ajudando o povo do País de Gales. 

Quando a Bela domou a fera é uma história muito parecida com um episódio de House misturado com algum drama de relacionamento de Grey's Anatomy e mesclado com um lindo romance de época. Uma mistura que deu super certo. Ou seja uma história apaixonante, e deliciosamente divertida! E fico por aqui, ansiosa para ler outros livros da autora.
Bjus


10 comentários:

  1. Parece ser uma ótima leitura! Obrigado pela visita.

    Sobre a série Buffy, é uma das que mais curto! Está na lista das minhas favoritas hahaha :)

    O Planeta Alternativo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Walter.
      Também curto muito a série!
      Foi uma leitura deliciosa!
      Abraço.

      Excluir
  2. Olá, Lia.
    Eu amei esse livro. Só descobri sobre a inspiração no House quando comecei a ler o livro e logo que vi ele em ação lembrei do House. Dai no final do livro a autora confirmou o que eu tinha pensado hehe. Amei a história e foi uma das que eu mais ri até agora do gênero. Quero muito ler os outros livros da série.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil.
      Esse livro é uma delícia mesmo! Também estou na torcida para que a Arqueiro publique todos da série.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi
    eu preciso ler esse livro, mas uma resenha positiva que leio dele hoje, eu adoro a bela e a fera e essa por ser uma releitura diferente fico bastante curiosa, s protagonistas parecem ser ótimos.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      Leia sim!!! Tenho certeza que vai curtir muito esta releitura. Piers e Linnet são maravilhosos!
      Bjus

      Excluir
  4. Oi LIa.

    Primeira resenha que leio a respeito desse livro.
    Parabéns, amei saber suas impressões.
    Em breve pretendo ler.

    Beijos.
    Alana Marques
    colecionadoresdelivross.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alana.
      Obrigada. Espero que goste da leitura. Eu adorei!
      Bjus

      Excluir
  5. Oi Lia,

    Eu tô lendo esse livro agora e amando cada página. Ele é muito divertido, bem escrito e com personagens carismáticos, Até o Fera a gente gosta. Muito bom, vou querer ler tudo da autora. :)

    Bjs, @dnisin
    www.sejacult.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      O livro é uma delícia mesmo!
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!