[RESENHA] Dumplin' - Julie Murphy - Editora Valentina


Olá leitores!


Hoje vou compartilhar com vocês, as minhas impressões sobre um romance, empoderado, divertido e que nos faz refletir!
Vem comigo...


DUMPLIN'


Ficha Técnica:
Gênero: Jovem Adulto
Páginas: 336
Tradução: Heloísa Leal
Ano de lançamento: 2017
ISBN: 978-85-5889-031-1
E-ISBN: 978-85-5889-032-8
Sinopse:
Especialmente para os fãs de John Green e Rainbow Rowell, apresentamos uma destemida heroína e sua inesquecível história sobre empoderamento feminino, bullying, relação mãe e filha, e a busca da autoaceitação. Sob um céu estrelado e ao som de Dolly Parton, questões como o primeiro beijo, a melhor amiga, a perda de alguém que amamos demais e “estou acima do peso e ninguém tem nada com isso” fazem de Dumplin’ um sucesso que mexerá com o seu coração. Para sempre.
Gorda assumida, Willowdean Dickson (apelidada de Dumplin’ pela mãe, uma ex-miss) convive bem com o próprio corpo. Na companhia da melhor amiga, Ellen, uma beldade tipicamente americana, as coisas sempre deram certo... até Will arrumar um emprego numa lanchonete de fast-food. Lá, ela conhece Bo, o Garoto da Escola Particular... e ele é tudo de bom. Will não fica surpresa quando se sente atraída por Bo. Mas leva um tremendo susto quando descobre que a atração é recíproca.
Ao contrário do que se imaginava – a relação com Bo aumentaria ainda mais a sua autoestima –, Will começa a duvidar de si mesma e temer a reação dos colegas da escola. É então que decide recuperar a autoconfiança fazendo a coisa mais surreal que consegue imaginar: inscreve-se no Concurso Miss Jovem Flor do Texas – junto com três amigas totalmente fora do padrão –, para mostrar ao mundo que merece pisar naquele palco tanto quanto qualquer magricela.


Sabe aqueles livros, que já te ganham pela capa? Quando só o fato de olhar para a figura na capa, você já consegue sentir que o livro é pra você? Foi assim com Dumplin'. Assim que vi esta capa, senti que precisava ler este livro, que precisava conhecer esta personagem gloriosa que está na capa. E Willowdean Dickson não me decepcionou. 



Pela sinopse já podemos perceber que esta é uma história, que sempre se manterá atual, pois sabemos, por mais que desejemos o contrário, que o  bullying e o preconceito contra as pessoas que estão acima do peso, sempre irão existir. Sabemos que no nosso dia a dia, nos deparamos, convivemos e muitas vezes somos, como é o meu caso, uma Willowdean. E como ela, estamos sempre a procura de nos colocar dentro de padrões que a sociedade tão cruelmente nos imputa. Estamos sempre tentando nos adaptar aos modismos, aos amigos, e até mesmo às expectativas de nossos familiares. E tristemente sabemos que dificilmente conseguiremos alcançar isso. Por isso este livro me tocou forte. Mexeu comigo, e me fez entender que eu sigo sim o caminho certo. Que estou certíssima em me amar, me valorizar, me aceitar e principalmente ser feliz como eu sou! E você, está satisfeito consigo mesmo?

Aos 16 anos, Willowdean - sua mãe a chama de Dumplin' - tem uma boa noção de si mesma. Ela não está interessada na razão de ser da mãe, o tal concurso de beleza, que anualmente invade a vida da cidade e a própria casa de Will. Sua mãe foi vencedora uma vez e agora é a diretora do concurso, e por isso vive fazendo dieta para estar sempre em forma e todo ano conseguir entrar no mesmo vestido, que usava quando ganhou o concurso e vive pressionando Will para fazer dieta também, o que causa alguns aborrecimentos entre as duas. O relacionamento de Will com sua mãe foi algo que me incomodou, principalmente em relação ao apelido(Dumplin'), que significa algo como bolinho ou rechonchudo, mas que ao final da história acabei percebendo que o lance do apelido que ela colocou na filha, não foi de forma maldosa. 

Will sempre foi muito próxima de sua tia Lucy. Se identificava com ela, tinham uma linda sintonia, um carinho e uma cumplicidade que nunca teve com sua mãe. Mas infelizmente Lucy partiu e agora Will tem que aprender a conviver com a falta que ela faz, e tentar se sair bem sem ter ela por perto lhe ajudando e aconselhando.

Imagem retirada do Pinterest da autora

Dumplin' é uma história juvenil, sobre uma jovem que está no ensino médio, que trabalha, que tem amigos, e que apesar de se aceitar como é, e ser bem resolvida quanto a isso, passa sim por alguns questionamentos, inseguranças e dramas. O fato dela ser bem resolvida não a impede de se sentir insegura quando começa a se apaixonar por Bo, seu colega de trabalho. Bo, é um rapaz introvertido, tranquilo, lindo. Um dos garotos populares em sua escola, e quando ela percebe que o sentimento pode ser recíproco, ela começa a se questionar: Como ele pode estar apaixonado por mim? Será verdade? Will, nem sempre se sente à vontade para aparecer em público com Bo. Coisas que nem ela mesmo entende de onde estão surgindo, mas, que começam a criar alguns problemas em relação ao seu relacionamento com Bo, com sua melhor amiga Ellen e de modo geral com todos a sua volta. 

Ellen e Will são amigas fervorosas, se conhecem desde crianças e ambas são fãs de Dolly Parton, o que achei muito legal. Mas mesmo sendo melhores amigas, isto não impede que também experimentem algum drama no decorrer da história, que se desenvolve em uma guerra fria e na qual ficamos torcendo para que as duas consigam se entender novamente. 

Apesar deste livro ser sobre a história de Will, ele é também um brilhante retrato da amizade feminina. Na tradição de todos as adolescentes em todos os lugares do mundo, que é ter uma melhor amiga. Também fala sobre relacionamento de mãe e filha, de amigos em geral. Uma história que deve ser lida por todos aqueles que de alguma forma não se sentem muito a vontade consigo mesmos, ou mesmo aqueles que são bem resolvidos consigo mesmos. De uma forma ou de outra, todo mundo irá se identificar com alguma situação deste livro, ou com a personagem em algum momento ou situação que ela passa.

Uma das partes que mais curti, é quando Will resolve participar do concurso e com isso acaba inspirando algumas outras jovens que também não são convencionais a participar. Um novo grupo profundamente emocionante e gloriosamente divertido é criado. Millie, Amanda e Hannah, como Will, costumam ser ridiculizadas por sua aparência e sua determinação em enfrentar seus críticos, e vê-las envolvidas no concurso, aprendendo a se conhecer melhor, a aprender que também são especiais a sua maneira, foi muito bom.

Sobre a parte técnica do livro: Eu gamei nesta capa. Foi o que primeiro prendeu a minha atenção e eu gostei muito da editora ter usado a original, só com algumas pequenas adaptações. A diagramação está linda, com letras e cor das páginas que facilitam a leitura, fora os detalhes que foram colocados nos capítulos. Um belo trabalho por parte da Editora.

Este livro não é sobre dicas de como perder peso, nem sobre o príncipe encantado que chega para se apaixonar pela menina gorda e a salvar de si mesma. A história é sim sobre uma adolescente que está acima do peso, mas isto não é o principal e nem o mais importante sobre ele. O livro é sobre Willowdean ser exatamente quem ela é, se aceitar como ela é e isto é o mais notável sobre este livro. E eu só posso indicar e torcer para que todos vocês leiam e se encantem pela Will como eu.

Eu nunca tinha lido nada da autora, mas depois deste livro já virei fã. Eu fiquei sabendo que terá um segundo livro, mas confesso que não tenho a menor ideia de como será, já que este terminou redondinho. Também teremos uma adaptação para o cinema. Bom, ficarei aqui na torcida para que não estraguem esta história tão legal e que possam achar uma atriz a altura de Will. 



Separei alguns quotes que transmitem bem a pegada do livro:

"Há algo no biquíni que faz com que as mulheres achem que precisam conquistar o direito de usá-lo. E isso é um absurdo. Na verdade, o critério é muito simples: você tem um corpo, não tem? Então veste um e manda ver! "
"... A vida inteira tive um corpo digno de comentários, e se há uma coisa que viver na minha pele me ensinou foi que, se o corpo não é seu, você não tem o direito de dizer nada. Seja a pessoa gorda, magra, alta ou baixa, não interessa."
“Você não merece vencer nada nem participar de qualquer concurso até ir à luta, batalhar. Talvez as gordas, as mancas ou as gengivudas e dentuças não costumem vencer concursos de beleza. Talvez não seja a norma. Mas o único jeito de mudar isso é marcando presença. Não podemos esperar as mesmas coisas que as outras garotas esperam até começarmos a exigi-las. Porque ninguém vai nos dar nada de bandeja, Will.”
"- Você detesta esse apelido, não detesta?   Sorrio.  - Não tanto quanto no passado.  - Posso parar de te chamar assim...  - Não. Acho que já o assumi. - Às vezes, descobrir quem você é implica entender que o ser humano é um mosaico de experiências. Eu sou Dumplin', Will e Willowdean. Gorda. Feliz. Insegura. Corajosa.

5 comentários:

  1. Oie
    Gostei muito da premissa do livro, também nunca li nada da autora e já estou curiosa para ler este, gostei do tema.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa.
      Eu me surpreendi e me gostei muito da leitura. Espero que leia e goste.
      Bjus

      Excluir
  2. Amei essa história já sabia do que se tratava,mas achei a história um pouco clichê rs mais agora com sua resenha sentir vontade de lê,quem não gosta de clichê né ? Rsrs 😘 aleituramagica.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Oi Lia.

    Esse livro eu não conhecia. Mas lendo sua resenha eu vou adicionar na lista de desejados para tentar adquirir ele. Espero surpreender também com a leitura.

    Bjos
    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie Lia!
    Olha, a sua resenha foi a minha primeira de Dumplin, e se eu já queria ler o livro antes, agora quero muito mais! Acho super bacana a personagem ser bem resolvida assim, e se aceitar como é. E gosto também de o livro por o dedo na ferida, mostrar que o preconceito a pessoas acima do peso existe sim, é frequente sim, e deve ser falado sim! Amei a sua resenha, parabéns!

    Com carinho,
    Ana | Blog Entre Páginas
    www.entrepaginas.com.br

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!