[RESENHA] Os Imortalistas | Chloe Benjamin | HarperCollins Brasil


  Olá pessoal! Tudo bem?
  Hoje trago para vocês a resenha do livro Os Imortalistas, escrito pela autora Choe  Benjamin e publicado pela Editora HarperCollins Brasil.


. Titulo: Os Imortalistas
. Título Original: The Immortalists
. Autora: Chloe  Benjamin
. Editora: HarperCollins Brasil
. Ano: 2018
. 1ª Edição
. 336 Páginas
. ISBN: 978-85-9508-277-9
. Tradução: Santiago Nazarian
. Sinopse: É 1969 no Lower East Side de Nova York e os rumores na vizinhança são sobre a chegada de uma mulher mística, uma vidente que se diz ser capaz de dizer a qualquer um qual será o dia de sua morte. As crianças Gold – quatro adolescentes que estão começando a conhecer a si mesmos – saem de casa sorrateiramente para saber sua sorte. As profecias informam as próximas cinco décadas de sua vida. Simon, o menino de ouro, escapa para a costa oeste, procurando por amor na São Francisco dos anos 80; a sonhadora Klara se torna uma ilusionista em Las Vegas, obcecada em misturar realidade e fantasia; Daniel, o filho mais velho, luta para se manter seguro como um médico do exército após o 9 de setembro; e Varya, a amante dos livros, se dedica a pesquisas sobre longevidade, nas quais ela testa os limites entre ciência e imortalidade. Um romance notavelmente ambicioso e profundo com uma brilhante história de amor familiar, Os imortalistas explora a linha tênue entre destino e escolha, realidade e ilusão, este mundo e o próximo. É uma prova emocionante do poder da literatura, da essência da fé e da força implacável dos laços familiares.
Livro oferecido gentilmente pela HarperCollins Brasil.
Gostei Bastante.

    Como muitas pessoas dizem: A vida foi feita para ser vivida. É dessa forma que o livro Os Imortalistas irá contar a história de quatro irmãos  que pertence a família Gold.
   Transportando o leitor para o ano 1969, a história inicia-se com Varya, uma adolescente de treze anos e seus irmãos Daniel de onze; Klara de nove e Simon com sete anos, indo  para casa de uma vidente misteriosa que prometia revelar a data da morte de cada pessoa durante a profecia.

   Quando chegaram à casa da vidente, a mulher resolve revelar a data para cada um separadamente e depois da consulta os quatro irmãos foram para casa.
    A partir deste ponto, o livro é divido em quatro partes, onde cada irmão conta a sua própria história, mostrando como a profecia da vidente afetou as escolhas, gerando sucesso e fracasso de cada irmão, especialmente após a morte do pai.

    Não deixa de ser uma história interessante com um cenário percorrendo as décadas 70, 80 e até 90. No entanto não contém grandes reviravoltas, mas vários assuntos como homossexualidade, luto, religiosidade, machismo, violência, insegurança e doença, especialmente a AIDS. Na ocasião a doença era pouco conhecida e tratavam como epidemia.

   Outro assunto interessante  que tornou-se  pano de fundo foi os atentados à bomba, dando destaque  as Torres Gêmeas. Não vou entrar em detalhes  para não estragar a leitura dos leitores que ainda não embarcaram nesta história, mas a vida de cada irmão e dos personagens secundários transcorreram dentro dos acontecimentos históricos.  

   A autora soube  aproveitar e desenvolver a linha do tempo dos personagens bem construídas, isso proporcionou uma escrita muito gostosa de ler. O personagem que mais gostei foi o Simon, o caçula da família. Ele se entregou de corpo e alma na previsão da vidente e transmitiu várias reflexões para o leitor.

  Confesso que fiquei muito na duvida se realmente gostaria  de saber a data do meu falecimento. Acho que isso iria influenciar demais nas minhas escolhas. Claro que desperta curiosidade e deixaria  várias recomendações para meus filhos e marido e até, causaria conflitos. Por isso, é melhor viver sem essa fixação.  

   A edição que a HarperCoillins Brasil está publicando é maravilhosa. A capa é dura com uma imagem que chama atenção e desperta curiosidade. Diagramação impecável  nas folhas amareladas e  contém um espaçamento agradável, fazendo a leitura ter um ótimo desenvolvimento.

   Particularmente, gostei bastante da história. Ela foi simples, mas com muito potencial e pode ter certeza, cada irmão tem muito para mostrar. Recomendo para todos os leitores que apreciam histórias com toques de dramas, assuntos importantes que faz pensar após a leitura. 
"O que você quer? Perguntou Luke a ela, e se Varya o tivesse respondido com honestidade, ela teria dito isso: voltar ao começo. Ela diria à sua antiga eu de treze anos para não visitar a mulher." 
( pág. 320 )

  Sobre a autora:

  Chloe Benjamin nasceu em São Francisco. Recebeu licenciatura pela Vassar College e M.F.A. em ficção pela Universidade de Wisconsin-Madison. Seu primeiro livro, The Anatomy of Dreams, recebeu o prêmio Edna Ferber Fiction Book Award. Ensina ficção, poesia e composição inglesa na Universidade de Wisconsin-Madison e Edgewood College. Atualmente, mora em Madison, WI, com seu marido, fotógrafo e escritor Nathan Jandl.

  Já leu Os Imortalistas?

Kênia Candido:
Eu sou dona do blog Histórias Existem Para Serem Contadas. Mineira completamente apaixonada por livros, filmes e seriados de TV.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!