[RESENHA] Fragments of Ash - Katy Regnery - Amazon


Olá leitores!
Lembram daquele desafio que assumi? Aquele de ler um livro em inglês e trazer a resenha pra vocês?
Pois é... Eu consegui!!! Não foi fácil, mas com calma e jeitinho acabei conseguindo ler dentro da prazo e deu para compreender bem a história, tanto que gostaria muito de ler toda a série!
Então vem comigo conferir o que achei...


Title: Fragments of Ash, a modern fairytale (inspired by 'Cinderella')Genre: Contemporary RomanceAuthor: Katy RegneryRelease Date: October 1, 2018

Blurb:From New York Times bestselling author Katy Regnery comes a dark and twisted retelling of the beloved fairytale, Cinderella! My name is Ashley Ellis… I was thirteen years old when my mother – retired supermodel, Tig – married Mosier Răumann, who was twice her age and the head of the Răumann crime family. When I turned eighteen, my mother mysteriously died. Only then did I discover the dark plans my stepfather had in store for me all along; the debauched “work” he expected me to do. With the help of my godfather, Gus, I have escaped from Mosier’s clutches, but his twin sons and henchmen have been tasked with hunting me down. And they will stop at nothing to return my virgin body to their father …dead or alive.

** Contemporary Romance. Due to profanity and very strong sexual content, this book is not intended for readers under the age of 18.**



Sinopse traduzida:
Da autora de best-sellers do New York Times, Katy Regnery, vem uma narrativa sombria e distorcida do amado conto de fadas, Cinderela! Meu nome é Ashley Ellis ...
Eu tinha treze anos quando minha mãe - a supermodelo aposentada, Tig - se casou com Mosier Răumann, que tinha o dobro de sua idade e o chefe da família criminosa Răumann.
Quando fiz dezoito anos, minha mãe morreu misteriosamente. Só então descobri os planos sombrios que meu padrasto tinha reservado para mim o tempo todo; o debochado "trabalho" que ele esperava que eu fizesse.
Com a ajuda do meu padrinho, Gus, escapei das garras de Mosier, mas seus filhos gêmeos e capangas foram encarregados de me caçar. E eles não vão parar por nada para devolver meu corpo virgem ao pai deles
…viva ou morta.
** Romance Contemporâneo. Devido a palavrões e conteúdo sexual muito forte, este livro não se destina a leitores com menos de 18 anos. **
♥ ♥ ♥ ♥ ♥
Fragments of Ash é parte da coleção moderna de contos de fadas: romances contemporâneos e autônomos inspirados em contos de fadas amados.

Abaixo a imagem dos livros lançados até agora. Lembrando que os dois primeiros livros já foram publicados aqui pela Editora Bezz.


Bom, não foi uma tarefa fácil, mas com certeza me fez muito bem e me trouxe mais uma boa leitura. É claro que vai ser uma delícia poder ler em português, mas até que chegue por aqui, vou me arriscando em outros... Será? Quem sabe... A resenha será em português, pois não tenho preparo para traduzir. Mas, tá valendo. 

Eu li e resenhei recentemente o livro Sem Amor, e foi através dele que fiquei conhecendo a escrita da autora. Se alguém quiser conferir, clique aqui. E foi justamente por ter gostado muito que resolvi me aventurar neste. A escrita é a mesma. Mesmo sendo no idioma original deu para perceber a assinatura da autora. Outra coisa presente, é o texto forte, denso, com muita energia. 

Eu adoro uma releitura de contos de fadas, e neste aqui sobre a Cinderela, foi muito interessante ler pela primeira vez uma releitura onde o algoz não fosse a madrasta e sim um padrasto pervertido.


Vamos conhecer a história de Ashley, uma jovem que ao completar dezoito anos, se descobre no meio da maior roubada da sua vida. O homem que ela conhecia e que era seu padrasto a partir daí também era seu carrasco. Alguém de quem ela deveria fugir, evitar e se salvar. Não temos sapatinho de cristal e nem varinha mágica. Mas temos o melhor amigo gay de sua mãe que é o seu padrinho e um príncipe encantado que é mal-humorado, indiferente, lindo, e que lutará até o fim para mantê-la a salvo e protegida. 

Confesso que Julian me deu nos nervos no início da história já que nem sempre ele era legal com Ashley a nossa mocinha. Por sua vez Ashley é um doce e tem um coração gigante, sempre acreditando no melhor, mesmo quando tudo parece estar ruindo a sua volta.

Ashley não teve uma vida fácil enquanto crescia, ela não podia fazer suas próprias escolhas e seu padrasto era um verdadeiro monstro. Nada foi fácil mas mesmo assim eu me sentia incomodada algumas vezes com sua passividade, mesmo entendendo que devido a sua criação e tudo que passou ela fosse meio ingênua. Mas ao mesmo tempo ela teve forças para fugir de seu destino, se reinventar e encontrar o seu final feliz.

Não temos muitos personagens secundários, mas os que aparecem fazem o seu diferencial na história. alguns deles até mesmo me fizeram torcer por eles, como o Gus e a maneira como ele se relaciona com a Ash, e a irmã de Julian. E tem a Tig, mãe da Ashley. Não consegui gostar dela e nem entender em nenhum momento as suas motivações para se envolver com Mosier Răumann, um criminoso da pior espécie e deixar a filha nesta situação melindrosa. 

Gostei muito da química de Julian e Ashley e da maneira como a autora foi conduzindo o relacionamento deles aos poucos, de forma gradativa e as cenas mais quentes entre o casal foram realistas, mas ao mesmo tempo nada que me chocasse. Ash não é experiente quando se trata de homens, mas Julian foi paciente e doce com ela. Foi bom ter esses momentos entre eles quando tudo ao redor parecia caótico, e com a ameaça constante os perseguindo.

Outra coisa que gostei foi o equilíbrio entre o bem e o mal, sempre bem dosados nas atitudes dos vilões e da galera do bem. Na verdade ninguém nunca sabe o quanto é corajoso até que enfrenta um desafio que ninguém deveria ter que enfrentar. 

Quanto a arte técnica: Li o e-book e por isso não tenho muito como opinar, mas gostei da diagramação do e-book e a capa é deslumbrante!


Fragments of Ash não é só uma história de amor, ela é mais. Ela é doce e sombria, tem romance e erotismo e um conto de fadas nada convencional, mas tenho certeza que se você der uma chance não vai conseguir largar até terminar!


Até a próxima!

Lia Christo:
Carioca da gema, romântica incurável, leitora compulsiva, perseguidora de sonhos, e louca pela vida!

7 comentários:

  1. uau!! eu admiro tanto quem lê em inglês mas eu não dou conta! não me animo! e tenho tantos títulos que estou esperando sair em português! parabéns por se desafiar!
    beijinhos

    https://adeliadanielablog.blogspot.com/2018/10/no-seu-pescoco-chimamanda-ngozi-adichie.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adelia.
      Também não sou de ler em inglês. Tenho muita dificuldade, mas resolvi me desafiar e ainda bem que deu certo. Mas não sei se farei de novo. kkkkk
      Bjus

      Excluir
  2. Olá, Lia.
    Essa capa é incrível. Quando vi sua postagem fiquei bastante interessada na série porque amo releituras de contos de fadas, mas como não conheço essa editora não sabia que já tinham publicado dois livros. Vou dar uma olhada melhor depois. Que bom que conseguiu ler o livro todo e acho que quanto mais ler mais fácil fica. Eu nem me arrisco porque não entendo nada mesmo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil.
      Foi complicado, a leitura é bem lenta, mas fiquei feliz de conseguir entender a história como um todo e gostar dos personagens, mas não sei se vou me aventurar novamente.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi Lia!
    Ah, legal terem mudado a madrasta pelo padrasto!
    N curto muito livros q envolvem máfia e tal, mas a obra parece ser interessante!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol.
      Também gostei dessa mudança. Pra quem curte o gênero vai ter uma boa leitura.
      Bjus

      Excluir
  4. Noite, Lia!
    Também me desafiei a ler romances em inglês e foi assim que conheci autoras maravilhosas, incluindo a Katy. Dos contos de fadas modernos, li até o #5.
    Amo o #1 e quero comprá-lo em físico porque o Asher...aiaiai
    Chorei com o #2 e foi um dilúvio que saiu dos meus olhos em alguns trechos do #4. O irmão da mocinha... deixa quieto.
    Gosto muito da escrita da Katy, apesar de ter detestado o Sem amor. Recomendo sempre
    Beijinho.

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!