RESENHA - THE SHEIK RETOLD - VICTORIA VANE


Bom dia leitores!
Hoje venho falar sobre um livro diferente dos que costumo postar aqui.
A resenha de hoje é da amiga Vânia Nunes que é administradora do blog A Borboleta que Lê.
A Vânia irá comentar as suas impressões sobre o livro O Sheik, que foi escrito pela americana Victoria Vane. O Sheik Retold, é uma releitura de um Clássico de 1920.
Victoria resolveu se arriscar e fazer esta releitura. Ela diz que O Sheik  é a história do despertar sexual da heroína, por isso ela achou apropriado apenas na releitura deixar a porta do quarto aberta.
De acordo com as impressões da Vânia e de alguns trechos que li, a releitura deu certo.

Conheça o livro:


Ficha Técnica:
Publication Date:Set 06 2013
ISBN/EAN13: 1492169951 / 9781492169956
Page Count: 274
Binding Type: US Trade Paper
Language: English
Related Categories: Fiction / Romance / Historical

Synopsis:
“The Desert Was Never Hotter...

Pride and passion vie for supremacy in this steamy re-telling of E.M. Hull's romance classic.
A haughty young heiress for whom the world is a playground…A savage son of the Sahara who knows no law but his own…When pride and passion vie for supremacy, blistering desert days are nothing compared to sizzling Sahara nights…”

Sinopse:
“O deserto, nunca foi mais quente ...
Orgulho e paixão lutam pela supremacia nesta re-edição do  clássico romance de EM Hull.
A jovem herdeira arrogante para quem o mundo é um playground ... Um filho selvagem do Saara que não conhece a lei, a não ser a sua própria ... Quando o orgulho e a paixão lutam pela supremacia, a quentura dos dias do deserto são nada comparado às escaldante noites no Sahara ...”

Livro: SITE - GOODREADS - FACEBOOK - AMAZON

Conheça a autora:

VICTORIA VANE A lover of history and deeply romantic stories, Victoria combines these elements to craft romantic historical novels and novellas for a mature reading audience. Her writing influences are Georgette Heyer for fabulous witty dialogue and over the top characters, Robin Schone , Sylvia Day, and Charlotte Featherstone for beautifully crafted prose in stories with deep sensuality, and Lila DiPasqua for creative vision in melding history with eroticism. Ms. Vane also writes romantic historical fiction as Emery Lee.
Reckless hearts, battling wits, and plenty of steam in a wonderfully well drawn Georgian setting.- NYT Bestselling author Grace Burrowes
Victoria Vane ignites the Georgian era with her delightful characters and deliciously wicked sensuality. – Allison Chase, author of Recklessly Yours.

VICTORIA VANE  Uma amante da história e de histórias profundamente românticas, Victoria combina esses elementos para criar romances históricos e novelas para um público de leitores maduros. Suas influências na escrita são de Georgette Heyer por seu diálogo espirituoso, fabuloso e ao longo dos principais personagens, Robin Schone, Sylvia Day, e Charlotte Featherstone pela prosa muito bem trabalhada em histórias com sensualidade profunda, e Lila DiPasqua pela visão criativa e pela fusão da história com erotismo. Vane também escreve ficção histórica romântica como Emery Lee.

"Corações irresponsáveis, lutando por juízo, e abundância de sensualidade em um cenário georgiano maravilhosamente bem desenhado -. NYT autor best-seller Graça Burrowes"

"Victoria Vane inflama a época georgiana com seus personagens encantadores e sensualidade deliciosamente perversa. - Allison Chase, autor de Recklessly Yours"

Contatos: SITE - DEVERE FAN SITE - BLOG - FACEBOOK - TWITTER - GOODREADS




BOOK REVIEW - THE SHEIK RETOLD - VICTORIA VANE

Everything begins in Paris. The city  of the great lovers.
That's where Sheik Ahmed Ben Hassan sets eyes on Diana Mayo for the first time. And being the man who is, arrogant, cold, he never asks, but takes what he wants, he decides that one day she will belong to him. And the destiny smiles to him when Diana decides to make a pilgrimage through the desert, although to be against her brother.
But Diana was also not an easy woman to deal with.
Far ahead of her time, in full decade of the 1920s, with a temperament independent owner of her own money and tired of that frivolous life of society, she decides to travel even against the orders of her brother.
The meeting of Diana and Sheik is always a verbal challenging and even when she thinks not score wanting to give his advances, she feels totally taken away, not only for his sexy side, but also because he was the first man to be accepted, and not fear therefore, challenged by a woman. And the fact that she ends up being kidnapped by him, gives a magical touch to the story.
Perhaps you can relate to the book thinking you know from somewhere. Actually the original book was written in 1919 and inspired the movie of the same name in 1921, immortalizing Rudolph Valentino on sheik’s role.
Of course the original book written by Edith Maud Winstanley, aka E. M. Hull, is not as HOT as Vane’s current version, but it is a classic. Brought to know how would the love between a sheik from the east and a woman with modern ideas of the West. Two cultures collide, but beneath the sheets shows that what dictates everything is love.


RESENHA - THE SHEIK RETOLD - VICTORIA VANE

Tudo começa em Paris. A cidade luz dos grandes amantes.
É lá que o Sheik Ahmed Ben Hassan coloca os olhos em Diana Mayo pela primeira vez. E sendo ele o homem que é, arrogante, frio, que nunca pede, mas toma o que deseja, ele decide que um dia ela pertencerá a ele. E a sorte do destino lhe sorri quando Diana decide fazer uma peregrinação pelo deserto, apesar de seu irmão ser contra.
Mas Diana também não era uma mulher fácil de se lidar.
Muito a frente de seu tempo, em plena década dos anos 1920, com um temperamento independente, dona de seu próprio dinheiro e cansada daquela vida frívola da sociedade, ela resolve viajar mesmo contra as ordens do irmão.
O encontro de Diana e o Sheik é sempre repleto de desafios verbais e mesmo quando ela pensa nçao querer ceder aos avanços dele, ela se sente totalmente arrebatada não só pelo lado sexy dele, mas também pelo fato de ele ser o primeiro homem que aceita ser, e não teme por isso, desafiado por uma mulher. E o fato de ela acabar sendo sequestrada por ele, dá um toque mágico à história.
Talvez você se identifique com o livro achando conhecê-l de algum lugar. Na verdade o livro original foi escrito em 1919, e inspirou o filme de mesmo nome em 1921, imortalizando Rudolph Valentino no papel.
É claro que o livro original escrito por Edith Maud Winstanley, com pseudônimo de E. M. Hull, não é tão HOT como a versão atual de Vane, mas é um clássico. Trouxe a conhecer como seria o amor entre um sheik do oriente e uma mulher com ideias modernas do ocidente. Duas culturas que se chocam, mas que embaixo dos lençóis mostra que quem dita é o amor.


Curiosidades sobre o livro:
O Sheik, foi escrito por Edith Maude Hull e publicado pela primeira vez em 1919.O livro se tornou um best-seller em 1921. As vendas aumentaram ainda mais quando a Paramount lançou uma versão para o cinema de O Sheik em 1921, que lançou Rudolph Valentino no cinema e o colocou na imortalidade como o maior "amante" do cinema mudo.
Edith Maude Hull, ficou muito famosa e sua carreira foi um sucesso.
Fonte: WIKIPÉDIA

Confira o Book Trailer:



O Doces Letras(este blog), gostaria de agradecer a escritora Victoria Vane, por confiar seu livro e o disponibilizar para uma leitura honesta. Gostaria também de agradecer a amiga Vânia Nunes, por se dispor a ler e resenhar para o blog a meu convite.

Espero que tenham gostado e que deixem seus comentários.
Bjus

9 comentários:

  1. Oiee,Vania, sua linda =)
    Paris, cidade luz, chique demais!
    Primeira resenha que leio e confesso que fiquei curiosa, gosto de livro assim, que as mulheres são forte e não abaixa a cabeça perante o el macho, que bom que o livro atual está mais caliente *oo*
    Beliscões carinhosos da Máh-
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mah, tudo bem flor?
      Obrigado pela visita e comentário.
      Volte mais vezes, e que bom que gostou da resenha. A Vânia vai adorar. Bjus

      Excluir
  2. Obrigada pelos elogios e à Lia , pelo convite.
    O livro é inspirador e totalmente romântico. Uma releitura e com a época mantida do livro original, mas a personagem principal ficou com uns toques sutis de uma mulher forte e decidida da atualidade.

    A resenha ficou muito fofa, toda a organização. E amadorei a borboleta em meu nome.
    Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vânia, eu que agradeço flor.
      Vlw mesmo pela força e espero que possamos fazer mais vezes.
      Gostou da assinatura? Simples e tudo a ver com seu blog. Bjus

      Excluir
  3. Por incrível que parece eu gostava muito de ver aqueles filmes antigos no deserto. Já li algumas publicações da Harlequin neste temática, com certeza gostarei. Parabéns pela resenha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ver, eu também adorava estes filmes. Achava tão romântico!
      Acho que você vai gostar sim. Mas, por enquanto o livro é só em inglês. Fica a esperança de ver esta autora em breve publicada por aqui. Bjus

      Excluir
  4. Adorei a resenha Vânia..., o livro deve ser tudo de bom,Paris,sheik.. ótima dica de leitura....

    Lia fazendo sucesso internacional !!!

    bjssss

    Bianca

    ApaixonadasporLivros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou amiga! Espero que algum dia os livros dela cheguem por aqui. E quanto ao sucesso internacional quem me dera! kkkkkkkkkk
      Bjus

      Excluir
  5. Delícia de livro, delícia de resenha... A Vânia arrasa! Parabéns pela resenha Vânia! Quero ler esse livro, pena que não consigo ler em inglês fluentemente, ainda engatinho no inglês... Mas se sair em português estarei lá, comprando e lendo! Paris, sheiks... A cara, tudo de bom!

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!