[RESENHA] Diga Sim ao Marquês - Tessa Dare - Editora Gutenberg


Bom dia leitores!


Hoje vou compartilhar com vocês as minhas impressões sobre um livro deliciosamente provocante.
Vem comigo...


DIGA SIM AO MARQUÊS

Ficha Técnica:
Título Diga Sim ao Marquês
Autora: Tessa DAre
Páginas: 288
Título original: Say Yes to the Marquess
ISBN: 9788582353691
Código: 12363
Área temática: Adulto, Ficção
Editora Gutenberg
Edição: 1
Data de publicação: 31/05/2016
Sinopse:
Aos 17 anos, Clio Whitmore tornou-se noiva de Piers Brandon, o elegante e refinado Marquês de Granville e um dos mais promissores diplomatas da Inglaterra. Era um sonho se tornando realidade! Ou melhor, um sonho que algum dia talvez se tornasse realidade…
Oito anos depois, ainda esperando o noivo marcar a data do casamento, Clio já tinha herdado um castelo, tinha amadurecido e não estava mais disposta a ser a piada da cidade. Basta! Ela estava decidida a romper o noivado.
Bom… Isso se Rafe Brandon, um lutador implacável e irmão mais novo de Piers, não conseguir impedi-la. Rafe, apesar de ser um dos canalhas mais notórios de Londres, prometeu ao irmão que cuidaria de tudo enquanto ele estivesse viajando a trabalho. Isso incluía não permitir que o Marquês perdesse a noiva. Por isso, está determinado a levar adiante os preparativos para o casamento, nem que ele mesmo tenha que planejar e organizar tudo.

Para ler um trecho, clique na imagem abaixo:


Curiosidade:


Minha frase foi uma das escolhidas para constar do livro! Yes!!! 


Este é o segundo livro da Série Castles Ever After. O livro é narrado em terceira pessoa, e isto nos dá um maior envolvimento na história. Os livros da série podem ser lidos separadamente, pois cada um traz a história de personagens diferentes. A única ligação entre eles é o fato da personagem herdar um castelo.
Uma jovem mulher que procura finalmente encontrar seu lugar no mundo, versus um homem sofrido, com baixa auto-estima, corajoso, teimoso, mas apaixonante. Seria este um provável começo de romance?
Clio Whitmore tem esperado por longos oito anos que seu noivo, Piers Brandon(o futuro  Marquês de Granville)retorne do estrangeiro para se casar com ela. Ela está cansada de se sentir como a noiva indesejada, e quando um tio morre e deixa um castelo de presente, ela vê aí a sua chance de se livrar deste noivado indesejado e que já se tornou alvo de piadas para a sociedade inglesa. Tudo que ela quer é transformar o Castelo em uma rentável cervejaria e assim poder ser independente. Mas será que ela consegue?

Para que Clio possa dissolver o noivado ela vai precisar da assinatura de Rafe (irmão mais velho de Piers). Rafe vive afastado da família, à margem da sociedade e faz de tudo para continuar vivendo assim. Nunca se deu bem com o pai, teve uma infância problemática inclusive na escola. Isso fez com que ele fosse emocionalmente inseguro, com baixa auto-estima e com dificuldades para conviver em sociedade. Para sobreviver Rafe decide ser um lutador e no momento está treinando para ganhar o campeonato de pesos pesados.

Assim, quando Clio chega e informa a Rafe que ela tem a intenção de romper seu noivado com o seu irmão e requer a sua assinatura e permissão para fazê-lo, Rafe é pego de surpresa e fica  compreensivelmente chocado e chateado. Afinal, sem o casamento para atraí-lo para casa, Piers não terá nenhum motivo para voltar para a Inglaterra, e Rafe será deixado para atuar como Marquês em lugar de seu irmão, uma perspectiva que ele absolutamente abomina. Rafe promete salvar a relação de Clio e Piers, mesmo que isso signifique que ele mesmo tenha que planejar o casamento e vai usar tudo o que tiver a sua disposição para isso, incluindo requintados arranjos de flores, instrumentistas, bolos maravilhosos e até mesmo um buldogue idoso, para convencê-la. Mas, será que ele vai conseguir seu intento?

As irmãs de Clio, seu cunhado, o treinador de Rafe e até mesmo o buldogue são uma ótima adição ao romance. Todos os personagens são bem caracterizados, e dentre eles a que me causou maior curiosidade foi Phoebe, irmã mais nova de Clio. Phoebe é uma personagem peculiar e gostaria muito de saber mais sobre ela.

Clio é adorável. Uma jovem mulher que finalmente quer assumir o controle de sua própria vida, depois de estar no limbo por oito longos anos com um homem que obviamente não está ansioso para reclamá-la. Finalmente ela tem a capacidade de sustentar a si mesma e de ter a vida que merece.  Os dois vão conviver durante uma semana, e dentro deste tempo Rafe tentará fazer Clio manter o noivado e Clio fará de tudo para que Rafe a liberte do compromisso. Desde o princípio podemos perceber os sentimentos que os dois têm um pelo outro. A tensão sexual, a vontade das descobertas. Tudo à flor da pele, só esperando a oportunidade de aflorar.
As palavras dela fizeram com que alarmes começassem a soar em seu cérebro, mas ele não soube o que responder. A sensação da ponta dos dedos dela acariciando sua pele nua o deixou mudo. Ele a queria há tanto tempo. Ela era tão linda. Tão linda e estava ali. Com ele. Com ele. O homem errado. O pior homem.
 "Clio..." A voz dele saiu estrangulada.
"Shiiiii..." Ela ficou de joelhos e diminuiu a distância entre os dois. "Pare de resistir e deixe algo maravilhoso acontecer." - Pág. 174
Rafe e Clio dizem coisas engraçadas um ao outro e os seus pensamentos são bastante divertidos também. Os dois foram próximos durante boa parte de seu crescimento, então eles têm realmente uma base sólida para construir seus sentimentos. Ela está noiva de seu irmão, mas não quer ser mais, e ele está tentando ser honrado e casá-la com seu irmão de qualquer maneira. Seus flertes, alguns dos quais envolvendo uma cena com um bolo foi uma delícia. Eu simplesmente amei tudo sobre estes dois! Ela é doce, tranquila, suave, adequada e ele é um lutador endurecido com todos os tipos de experiências mundanas em sua carreira. É bem ao estilo A Dama e o Vagabundo, e eu adorei. Apesar das aparências exteriores, os dois têm muito mais em comum do que inicialmente aparenta. Ambos são atormentados por inseguranças e têm seu quinhão de obstáculos a superar antes que possam alcançar o seu felizes para sempre, como indivíduos ou como um casal.

A Capa é linda e tem tudo a ver com a história. A diagramação é muito boa. As fontes escolhidas e a cor das páginas facilitam a leitura. Encontrei pequenos erros de revisão, mas como são mínimos não atrapalharam em nada a leitura.

Mais uma vez me vejo fisgada pela escrita cativante e espirituosamente engraçada de Tessa Dare. A autora consegue capturar nosso coração nessa história envolvente, onde personagens carismáticos nos proporcionam uma deliciosa leitura com um final adorável!
Super recomendo!
Bjus

6 comentários:

  1. preciso ler urgentemente um livro da Tessa, mas com tantas opções boas nem sei por qual começar!
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Thaila, gostei de todos os que li até o momento.
      Mas, te indicaria começar por esta série e em seguida pegar a série Spindle Cove, que também é uma delícia!
      Bjus

      Excluir
  2. Oi Lia.

    Amei sua resenha e concordo com você a capa é linda mesmo. Preciso começar a ler esta série.

    Bjão amiga.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah amiga, tenho certeza que vai amar a escrita da Tessa.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi Lia, sua linda, tudo bem?
    Primeiro, parabéns!!!! Não acredito!!! Fiquei muito feliz em saber que seu comentário foi escolhido!!! Não faz assim, A Dama e o Vagabundo é uma das histórias mais românticas e lindas, se a história dessa casal lembra um pouco eles, já estou morrendo de amores!!! A capa é linda, adoro romances de época, tenho certeza de que ficarei suspirando toda boba por eles. Adorei sua resenha!!! Não vejo a hora de ler!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, muito obrigada flor!
      Eu gostei muito do livro e espero que você tenha a oportunidade de se deliciar com ele.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!