[RESENHA] Romance com o Duque - Tessa Dare - Editora Gutenberg


Bom dia leitores!


Mais uma resenha de romance de época para vocês!


ROMANCE COM O DUQUE

Ficha Técnica:
Páginas: 256
Título original: Romancing the Duke
ISBN: 9788582353653
Código: 12361
Área temática: Adulto, Ficção
Editora Gutenberg
Edição: 1
Coleções: Romances Contemporâneos e Históricos
Data de publicação: 20/03/2016
Sinopse:
“Izzy sempre sonhou em viver um conto de fadas. Mas, por ora, ela teria que se contentar com aquela história dramática.”
A doce Isolde Ophelia Goodnight, filha de um escritor famoso, cresceu cercada por contos de fadas e histórias com finais felizes. Ela acreditava em destino, em sonhos e, principalmente, no amor verdadeiro. Amor como o de Cressida e Ulric, personagens principais do romance de seu pai.
Romântica, ela aguardava ansiosamente pelo clímax de sua vida, quando o seu herói apareceria para salvá-la das injustiças do mundo e ela descobriria que um beijo de amor verdadeiro é capaz de curar qualquer ferida.
Mas, à medida que foi crescendo e se tornando uma mulher adulta, Izzy percebeu que nenhum daqueles contos eram reais. Ela era um patinho feio que não se tornou um cisne, sapos não viram príncipes, e ninguém da nobreza veio resgatá-la quando ela ficou órfã de mãe e pai e viu todos os seus bens serem transferidos para outra pessoa.
Até que sua história tem uma reviravolta: Izzy descobre que herdou um castelo em ruínas, provavelmente abandonado, em uma cidade distante. O que ela não imaginava é que aquele castelo já vinha com um duque…

Clique na Imagem:

~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/~/


Este é meu segundo contato com a escrita da autora, e mais uma vez ela consegue me fisgar completamente. Tessa Dare é uma daquelas autoras que após ler seu primeiro livro, você fica se perguntado onde estava, ou o que estava fazendo, que ainda não conhecia todo este talento. O tipo de autora que nos traz bem estar, magia e encantamento. Daquelas que com certeza irei levar comigo pra sempre.

Izzy é uma das mocinhas mais adoráveis que tive o prazer de conhecer através desta leitura. Destemida, guerreira, inteligente e completamente emocional. Uma mocinha que vai à luta disposta a vencer. E vencer é o que ela tem que fazer custe o que custar, já que com a morte de seu pai, não tem outra opção para viver.

Seu pai era Sir Henry Goodnight, um famoso escritor. Sua histórias se espalhavam por toda a Inglaterra fazendo com que milhares de leitores tivessem a sensação de estar dentro delas, fazendo parte delas e com isso ganhando milhares de fãs. Após sua morte de maneira súbita, Izzy se vê sozinha e desprotegida. Sem ter como se manter. Graças aquelas reviravoltas que o Destinho às vezes nos concede, seu padrinho, o conde de Lynforth morre e ela recebe um aviso de que ele lhe deixou um legado.
Neste ponto, Izzy vai aceitar de bom grado praticamente qualquer legado, não importa quão pequeno seja. A nota a instrui a viajar para Northumberland, para o Castelo Gostley e lá  reunir-se com um certo Senhor Archer, que fará com que todos os detalhes pertininentes sejam conhecidos por ela.

Mal sabe ela que um homem muito hostil e seu grande cão já residem neste castelo - e que eles não têm a menor idéia de que o mesmo tenha sido vendido ou muito menos dado a ela. E como vocês já podem imaginar, é a partir deste ponto que tudo começa.

Ao chegar ao Castelo, ela se depara com uma imagem desoladora, sem trato. Chove muito, já está escurecendo e nossa mocinha encontra-se faminta. Por estes motivos Izzy acaba desmaiando nos braços do Duque, logo na primeira vez que se encontram. Além de constrangedor, este fato altera toda a percepção que o Duque tem da situação, fazendo com que ela consiga tocá-lo.

Izzy acorda e se vê sendo cuidada pelo Duque, que é tão brusco quanto sedutor, e o qual ela  descobre rapidamente, que é cego. Rothbury não tem idéia do por que ela foi convocada para Gostley; ele tem vivido lá por algum tempo mergulhado em auto-piedade. Mas logo o senhor Archer aparece e faz uma revelação surpreendente: o legado de Izzy, não são jóias ou dinheiro, e sim o próprio castelo. Aparentemente, Lynforth comprou o lugar durante a ausência de Rothbury, sem o conhecimento do próprio Duque, e isto suscita traição e conspiração por parte de seus advogados.

Ransom é um duque diferente de qualquer outro que eu já li antes. Ele é mal humorado, ranzinza, apesar de jovem. Não gosta da possibilidade de dividir seu castelo, gosta de total isolamento, e é um homem que foi totalmente desprovido de amor. Sério, ele tem uma triste e trágica história de fundo, que ao longo da narrativa nos vai sendo mostrada. Durante toda a história você fica o tempo todo dividida entre querer bater nele ou abraçá-lo muito, muito forte e não soltá-lo mais. Parcialmente cego por uma lesão, Ransom trancou-se nas ruínas do castelo com apenas seu criado Duncan, seu cão Magnus, e Abigail, a filha do vigário, que insistia em visitá-lo. Ele é grosseiro e uma espécie de idiota, mas pelo menos alguma da sua ira pode ser explicada pelo o que aconteceu com ele.
 Deus, ele a amava. Segurando-a bem perto, ele rolou de lado e acolheu a cabeça dela em seu peito. Doce, Izzy encostou o rosto em sua pele, aninhando-se naquele abraço. Ransom repousou o queixo na cabeça dela. "Eu vou lhe fazer uma pergunta, Izzy. Eu nunca pedi isso a uma mulher antes. E estou precisando de muita coragem apenas para tocar no assunto. Então, por favor, eu lhe peço, pense bem antes de responder." "O que é?" "Izzy, meu coração... " Ele tocou carinhosamente o cabelo dela, espalhando sobre o travesseiro. "Pela manhã, você me faz uma panqueca?" (Pág. 218)
Tessa nos mostra que embora com raiva da situação e sendo excepcionalmente hostil,  Ransom não é o vilão cruel que ele quer que todos pensem que ele é. Com seu orgulho ferido, um rosto com cicatrizes e sua visão prejudicada, ele só quer ser deixado sozinho em seu castelo.
Eu realmente gostei da maneira como esses personagens se conheceram e a maneira que a autora encontrou para fazer que o mais improvável casal, pudessem ser o par perfeito um para o outro. Eles não usam de joguinhos entre si ou usam de artifícios ou de outras pessoas. Ao invés disso eles são muito honestos um com o outro, procuram sempre resolver suas pendências e isto foi algo realmente especial. E muito quente. O casal tem uma química maravilhosa e apaixonante.

Imagem retirada do Pinterest da autora
Izzy é o foco da história - ela cresce, ela muda, ela aprende quando comete erros de julgamento e ela lida com tudo de uma forma muito honesta o que é admirável. Sua história nos é revelada aos poucos, e compreender a fonte de suas esperanças e de suas decepções, faz com que ela se torne mais crível como personagem. O livro é tudo sobre Izzy encontrar e fazer um lugar para chamar de seu e encontrar alguém para cuidar, mas o mais importante, alguém para cuidar dela adequadamente.
"Sua primeira visão de Izzy Goodnight foi dela banhada em ouro. A luz do sol revelou para ele, uma silhueta cintilante e esguia, com curvas graciosas e cabelos soltos exuberantes, que pareciam estar em chamas. Santo Deus. Se ele estivesse de pé, poderia ter caído de joelhos. Ele teve certeza de que ouviu um coro de anjos cantando. Aquele era o tipo de beleza que alguém chamaria, com toda razão, de impressionante. Pois ele se sentia impressionado. E bastante. (Pág. 67)"
Em minha opinião este é um histórico único. Nada muito ansgustiante, daqueles que nos fazem sangrar o coração, nada muito doce, porque ambos os personagens têm problemas reais e às vezes dolorosos - seja física, emocional ou ambos. Não é todo comédia e nem todo efervescente. E acho que foi justamente tudo isso, todo este diferencial, que o fez tão especial pra mim.
"Com muito humor, diálogos espirituosos e um romance apaixonante, Tessa Dare conseguiu mais uma vez me conquistar completamente." (Lia Christo)
Eu não vou continuar compartilhando muitos detalhes e elementos com vocês, pois vocês têm que realmente ler para entender toda a maravilha que é esta história. Este livro já está no meu top favoritos de 2016. Foi um início incrível para esta nova série de Tessa Dare. Super recomendo.
Bjus




5 comentários:

  1. Tessa é a unica autora de romances de época de destaque que ainda não li nenhum livro, preciso reverter isso... e rápido!

    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Super indico Thaila. Em minha opinião ela fica no mesmo patamar da Sarah e Julia.
      Bjus

      Excluir
  2. Oi Lia,

    li esse livro esses tempos e amei tanto quanto você! É uma obra bastante divertida e fofa, que consegue trazer personagens divertidos, mas que soam bastante reais! Eu já li o segundo volume e amei igualmente a esse! Ótima resenha!

    Beijos!
    Visite o Mademoiselle Loves Books
    http://www.mademoisellelovesbooks.com/

    ResponderExcluir
  3. Li esse livro e A M E I! Eu não gostava muito da Tessa, mas dps desse livro mudei completamente de opinião. Resenha maravilhosa, meus parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Lia estou curiosa para começar esta série, principalmente depois de ler sua resenha. Dica anotada amiga.

    Bjão

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!