[RESENHA] A Protegida - Lisa Kleypas - Editora Gutenberg


Bom dia leitores!

Hoje trazendo para vocês, as minhas impressões sobre o livro A Protegida de Lisa Kleypas.
Este livro foi enviado pela Editora Gutenberg.


A PROTEGIDA

Ficha Técnica:
Páginas: 288
Título original: Sugar Daddy
ISBN: 9788582353394
Área temática: Adulto, Ficção
Editora Gutenberg
Edição: 1
Data de publicação: 05/11/2015
Sinopse:
Uma escolha pode conduzi-la à felicidade… Ou partir irremediavelmente seu coração.Liberty Jones é uma garota determinada, mas em sua vida pobre e difícil não há espaço para que ela consiga vislumbrar seus sonhos sendo realizados. Seu único consolo é a amizade e o amor que nutre por Hardy Cates, um jovem que possui ambições grandiosas demais para ficarem enterradas na pequena cidade de Welcome. Apesar da atração irresistível que pulsa entre os dois, tudo o que Hardy não precisa é de alguém para atrapalhar seus planos de sucesso, e ele a abandona no momento mais difícil de sua vida: quando a mãe de Liberty morre tragicamente em um acidente; deixando um bebê para ela criar. Mas a vida traz grandes surpresas e Liberty se vê sob a tutela de um magnata bilionário, que irá oferecer muito mais do que proteção à irmã e a ela, mas também revelará uma forte ligação com o passado obscuro da família de Liberty. O que Liberty não espera é ter de lidar com Gage Travis, o filho mais velho do magnata; o rapaz não aprova a presença dela em sua casa e fará de tudo para afastá-la de sua família… Gage apenas esquece de também mantê-la longe de seu coração.
Eu recebi este livro para uma resenha honesta, e adorei a oportunidade de conferir um romance contemporâneo de Lisa Kleypas. Nunca tinha lido nada dela neste gênero, já que só tive contato com seus romances de época, os quais gosto muito.

Gosto do seu estilo, seus personagens, e seu maravilhoso senso de tempo e lugar, da maneira como ela nos situa em suas histórias, e isto não foi diferente aqui.

Liberty Jones, perdeu seu pai muito cedo, em um acidente de trabalho numa plataforma de petróleo. A vida já não era muito fácil, mas com a morte prematura de seu pai, sua mãe se desequilibrou emocionalmente e a vida ficou muito, mas muito difícil.

Na primeira parte do livro acompanhamos todo o sofrimento e luta de Liberty(de apenas 11 anos) e sua mãe Diana, para sobreviverem e tentarem levar suas vidas da melhor forma possível. Infelizmente Diana não fazia boas escolhas, não tomou um rumo muito certo e com isto nossa mocinha passou por poucas e boas, chegando a passar quase fome, não ter como se vestir direito e ter que morar num trailer.

Durante os anos que mora com sua mãe, antes do falecimento da mesma, Liberty observa que de vez em quando, sua mãe tem umas saídas misteriosas e quando retorna paga as contas, chega com alimentos, e tudo fica bem por algum tempo. Liberty por ser muito jovem, nunca entendeu muito bem o que se passava, e nunca perguntou sobre isto para sua mãe. Este é um mistério que temos na história e que só mesmo vocês lendo para descobrir. Não darei spoiler... kkk

Elas se mudam para o Texas, vivem em um trailer, onde a maioria dos habitantes são a classe trabalhadora pobre. Uma das primeiras pessoas que Liberty encontra é Hardy Cates, um menino cuja família foi deixada em circunstâncias difíceis depois que seu pai foi para a cadeia. Hardy faz pequenos serviços para ajudar em casa, vai para a escola, mas tem o sonho e a ambição de se tornar alguém importante. Hardy tem uma reputação de ser um selvagem, bad boy, mas ele é sempre gentil com Liberty, que desenvolve uma grande paixão por ele. Hardy rouba seu coração, mas ele tem grandes planos de ir embora logo que puder, e isto não dá muita chance para um romance entre eles, para tristeza de Liberty.

Hardy Cates é ambicioso e decidido. Ele deixa Liberty para trás, apesar da atração inegável que sentem um pelo outro, porque Hardy não quer transformar-se em seu pai, e ele precisa sair de Welcome e nunca olhar para trás. E infelizmente para Liberty, Hardy Cates a deixa no pior momento de sua vida. Como superar algo assim, aos dezoito anos?

A Protegida é contado em primeira pessoa, por Liberty, a nossa protagonista. O início do livro é lento, um pouco arrastado a meu ver, mas nada que atrapalhasse minha leitura e nem me fizesse desistir de ler. Entendi que isto foi necessário para que pudéssemos conhecer melhor nossa mocinha e também ter um melhor entendimento da história.

A partir da metade do livro a história ganha outros rumos, somos apresentados a uma Liberty mais madura, mais centrada, e ainda lutando pra cuidar de sua irmã mais nova, o legado que sua mãe lhe deixou quando faleceu. Diana morre em um acidente de carro, deixando ambas as suas filhas para trás. Liberty consegue manter a custódia de Carrington, mas os tempos estão difíceis. Sua mãe não tinha nenhum seguro de vida, ela ainda não tem um emprego, há contas que precisam ser pagas. A luta de nossa mocinha para manter Carrington, arrumar um emprego, alimentar e cuidar de ambas e ainda manter sua cabeça boa é incrivelmente cativante. Liberty sempre sonhou em ir para uma escola de beleza, e por alguma benevolência divina ela consegue garantir uma bolsa de estudos para uma das melhores do Texas.(mais um mistério)...

Logo ela arruma emprego em um salão de beleza chique e ali cai nas graças de um adorável senhor. Um homem muito rico. A amizade de ambos desabrocha e ele acaba por convidá-la a viver em sua sua mansão, cuidando dele e de seus interesses, como se fosse uma secretária particular com um ótimo salário. Para uma jovem que passou tantas privações, e tendo uma irmã para criar, Liberty se vê de repente vivendo como um sonho. Tudo que ela sempre quis parece estar se realizando. Ter estabilidade financeira, dar uma condição de vida digna para sua irmã e encontrar um pouco de amor em sua vida.

Mas, como sempre falo, nem tudo são flores. Logo aparece em seu caminho o filho mais velho de Churchill(seu protetor), que não gosta nada da amizade de Liberty com seu pai e se comporta como um ogro logo que a conhece. Gage Travis me deu nos nervos em várias passagens, e mesmo ele se desculpando por algumas burradas que faz, me senti bastante irritada com ele.

É claro que aos poucos conforme vai conhecendo Liberty e sua irmãzinha melhor, Gage acaba ficando de quatro pela nossa mocinha, e temos a impressão que finalmente as coisas entrarão no eixo e que tudo ficará em paz. Infelizmente não é o que acontece. Surge de seu passado Hardy Cates, o jovem por quem foi e talvez ainda seja apaixonada, trazendo de volta lembranças que ela gostaria que ficassem esquecidas. Hardy está mais bonito ainda e agora é rico e bem sucedido. E está disposto a lutar pelo amor de Liberty.

Eu gostei do livro, gostei das escolhas que Liberty fez e entendi a sua escolha no final. Como eu já disse antes, não curto muito o lance sobre triângulos amorosos, mas este é misericordiosamente breve, e termina de forma decisiva. Só por isso, não me chateei de ter que ler sobre.

Mesmo o romance não sendo o foco principal do livro, já que a aparição de Gage e a volta de Hardy sejam bem para o final, gostei da maneira como Lisa conduziu a situação e como preparou o desfecho desta história.

A Protegida, é um livro que nos mostra a luta de uma jovem para vencer na vida, uma luta para criar sua irmã, fazer as escolhas certas, e se manter sempre digna. Um livro com uma história interessante, com personagens carismáticos, e com detalhes sobre o Texas, que me deixou com muita vontade de viajar para lá.

O livro é bom e gostei muito de sua heroína. Uma história cativante, com boa dose de drama, romance e suspense.
Bjus

17 comentários:

  1. oi flor, acho que Lisa tem um jeito especial e diferenciado de escrever, seus personagens tanto os de romance de época quanto os contemporâneos tem singularidades próprias e em ambos casos ela me cativa por seu jeito de escrever
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Thaila.
      Tbm gosto da escrita dela.
      Mas, ainda prefiro ela em históricos.
      Bjus

      Excluir
  2. Olá :)
    Eu amo os livros da Lisa Kleypas, mas confesso que nunca me interessei pelos livros contemporâneos da autora, mas adorei a sua resenha e confesso que não tenho noção com quem a mocinha irá terminar e quero descobrir isso logo, fiquei morrendo de curiosidade!

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      Eu gostei da história, e infelizmente terei que ser má e não vou poder matar sua curiosidade.
      Bjus

      Excluir
  3. Oláá! Sua resenha ficou maravilhosa!
    O livro me parece interessante, mas me deixaria com receio de ser dessas histórias que enrolam muito, sabe?
    Beijos
    http://masenstale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Anni.
      Obrigada pelo elogio. O início é meio lento sim, mas depois a coisa engrena e a história fica bem legal.
      Bjus

      Excluir
  4. Eu também adoro os livros dela de romance de época, e pela sua resenha o contemporâneo não desaponta nem um pouco! Quando tiver chance lerei esse também :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/
    Tem post novo no blog sobre séries, vem conferir!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, eu continuo preferindo os históricos dela, mas tbm gostei deste. E com certeza quero conferir seus outros livros contemporâneos.
      Bjus

      Excluir
  5. Oi...
    Descobri esse livro através de um amigo que debulhou elogios!
    Mas, ao ler sua resenha fiquei meio com o pé atrás porque sou dessas loucas por romance e como esse não é o foco fiquei desanimada.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane, tudo bem?
      Realmente o romance neste livro não foi tudo que eu esperava. Mas, é uma história boa e que vale a pena ser lida.
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Lia,
    já estava de olho nesse livro pois gosto muito da Lisa Kleypas. Foi bom ter essa premissa através de sua resenha. E do me fez maus queter ler e ver de perto a história de Liberta. Adorei sua resenha.
    Beijos
    http://saletadeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Irene. Obrigada pelo carinho e fico feliz que tenha gostado.
      Espero que tenha a oportunidade de ler.
      Bjus

      Excluir
  7. Olá, li o livro essa semana e gostei muito. Não li nada da autora e esse é o primeiro livro dela que eu li e me encantei muito. Ela é super detalhista e me fez entrar no Texas e visualizar tudo! Achei uma pena que o romance não foi o foco principal mas ainda assim ela conseguiu contar uma bela história de amor. Sigo esperando o proximo da série Travis Family.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nathalia, também adoro quando o romance é o foco. Mas, o livro é realmente muito bom e as descrições do Texas dão vontade de viajar para lá.
      Obrigada pela visita.
      Bjus

      Excluir
  8. Olá, eu adorei o livro!
    Também adorei seu blog e suas resenhas,parabéns!
    http://osviajantesdelivros2015.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mariane!
      Eu também gostei dele e espero em breve estar conferindo o segundo.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião. O Doces Letras, é feito para vocês, e sua opinião é muito importante para mim.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!