[RESENHA] O Livro de Memórias - Lara Avery - Editora Seguinte


Boa noite seus lindos!

Hoje venho compartilhar com vocês as minhas impressões sobre uma história que mexeu comigo.
Vamos lá!


O LIVRO DE MEMÓRIAS

Ficha Técnica:
Título original: THE MEMORY BOOK
Tradutor: Flávia Souto Maior
Capista: Alceu Chiesorin Nunes
Páginas: 352
Lançamento: 25/08/2016
ISBN + Código de barras: 9788555340178
Sinopse:Uma história emocionante sobre aprender a viver quando a vida não sai como a gente espera.
Sammie sempre teve um plano: se formar no ensino médio como a melhor aluna da classe e sair da cidade pequena onde mora o mais rápido possível. E nada vai ficar em seu caminho - nem mesmo uma rara doença genética que aos poucos vai apagar sua memória e acabar com sua saúde física. Ela só precisa de um novo plano.
É assim que Sammie começa a escrever o livro de memórias: anotações para ela mesma poder ler no futuro e jamais esquecer. Ali, a garota registra cada detalhe de seu primeiro encontro perfeito com Stuart, um jovem escritor por quem sempre foi apaixonada, e admite o quanto sente falta de Cooper, seu melhor amigo de infância e de quem acabou se afastando. Porém, mesmo com esse registro diário, manter suas lembranças e conquistar seus sonhos pode ser mais difícil do que ela esperava.


Samantha McCoy tem 17 anos e foi diagnosticada com uma doença rara chamada Niemann-Pick tipo C, ou NPC, mas a coisa mais estranha é que ela foi diagnosticada na adolescência, quando a doença é tipicamente diagnosticada durante a infância. A doença compartilha pontos comuns com a demência. O único sintoma que Sammie mais teme é a perda de memória, então ela cria um livro de memória. É semelhante a um diário, exceto que ela escreve em seu laptop e escreve cada pequena coisa com medo de que um dia ela vai acordar e não saberá quem é.

O livro é narrado em primeira pessoa, pela Sammie, e isto foi o ponto alto a meu ver, pois me aproximou e muito da personagem. Vamos lendo, tal qual estivéssemos lendo seu diário, acompanhado todo o desenrolar de suas mudanças e sentimentos. Podemos sentir o quanto sua família é amorosa e o quanto está lá para o que ela precisar. Sammie é uma personagem totalmente atípica, mas que me conquistou desde as primeiras páginas.

Ela precisa de notas para lembrar de escovar os dentes. Ela regride na idade e não reconhece sua irmã mais nova. No entanto, durante este verão que deveria ter sido maravilhoso e de preparação para sua entrada na faculdade, se torna totalmente diferente do que ela imaginava. Sammie tem experiências de romance, reconecta-se com um amigo de infância e com a sua montanha bucólica, e escreve minibios sobre seus irmãos mais novos que se estendem à sua idade adulta, dando-lhes o futuro longo que não terá. Podemos acompanhar suas mudanças e conseguimos sentir sua mente e seu coração mudar com a doença.


A autora transforma o que poderia ter sido uma história de doença chorosa em uma jornada onde se deve aprender a lidar com a vida quando ela toma um rumo inesperado. O Livro de Memórias leva-nos dentro da mente de Sammie, uma vez que esta começa a traí-la, mas também nos leva junto com suas emoções enquanto ela aprende a ser uma pessoa melhor. E mesmo quando sua mente e seu corpo mudam, sua voz permanece refrescante e autêntica por todo o caminho. Eu gostei muito de ver o romance florescendo entre Sammie e sua paixão de longa data, Stuart. Algo que me fez suspirar e me emocionar.

Avery é uma hábil narradora que permite que o declínio de Sammie se desdobre gradualmente ao longo do romance. Desde o início, Sammie aparece como inteligente e atrevida, que superestima seus conhecimentos, sabendo todas as respostas, mas como a NPC assume, ela regride. Seus pensamentos e perspectivas tornam-se menos sofisticados, mais infantis - um reflexo de sua deterioração interior. Avery enriquece a narrativa com um elenco de personagens autênticos, incluindo Maddie, sua melhor amiga e a parceira do clube de debate de Sammie (que ostenta um mohawk vermelho-elétrico) e Stuart, um considerável escritor e a paixão de Sammie. Só senti que algumas relações entre alguns dos personagens poderia ter sido melhor desenvolvida, mas nada que atrapalhasse o fluir da história.

Avery apresenta a história de Sammie não como uma tragédia, mas como um conto de auto-descoberta. Sem cair em sentimentalismos ou melodramas, ela aborda grandes questões em um estilo que os leitores vão achar atraente. O Livro de Memórias é uma leitura profunda. Foi o tipo de história que mexeu comigo e me deixou com muita vontade de conhecer outros livros da autora.

Durante todo o livro, me questionei várias e várias vezes, pensando... Será que eu faria o mesmo? Tomaria as mesmas decisões? Será que eu conseguiria ser forte ao passar por algo assim? E sinceramente não sei. Não consegui chegar a nenhuma grande conclusão. Acho que só mesmo vivenciando as coisas é que temos a verdadeira dimensão de como elas podem mexer conosco e alterar as nossas vidas. Me emocionei muito com a leitura, não por ser um livro triste ou pesado e sim por saber que muitas e muitas pessoas estão passando por este ou outro problemas graves de saúde, e muitas vezes sem apoio. Este livro mexeu comigo, mas de uma forma boa, positiva. Me fez ver que tenho muito mais a agradecer, do que a reclamar. Que sou uma pessoa afortunada e que tenho sim a obrigação de dar o meu melhor e ser muito feliz!
Bjus

Lia Christo:
Carioca da gema, romântica incurável, leitora compulsiva, perseguidora de sonhos, e louca pela vida!

10 comentários:

  1. Oiii Lia

    Tenho escutado coisas boas sobre esse livro e confesso que esperava mais um YA como qualquer outro, mas pelo que parece me enganei e aqui temos uma história mais complexa e original.
    Ótima dica

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alice.
      O livro tem uma história original e contada com muito bom humor e sensibilidade. Gostei muito.
      Bjus

      Excluir
  2. Esse livro deve ser impactante,uma doença tão cruel e com efeitos tão devastadores devem deixar marcas enormes na mente de quem a possui,imagino o sofrimento e o medo da protagonistas e o mais louvável foi a autora não ser dramática na narrativa,pois seria algo meio normal dado ao tema. Vou ler esse livro e espero que em breve.

    bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bianca, se tiver chance leia. É um livro que mexe muito com a gente. Nos faz pensar. Foi uma ótima leitura.
      Bjus

      Excluir
  3. Ah, esse livro deve ser lindo! E me conhecendo do jeito que me conheço, tenho certeza de que eu precisaria de um lencinho no decorrer da leitura..

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    Romantic Girl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É lindo sim Suelen. E o lencinho é necessário!
      Bjus

      Excluir
  4. Oi Lia, tudo bem?

    Acho a Sammie uma personagem incrível e adorei a narrativa da autora, é um livro que realmente emociona!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi.
      Realmente o livro é emocionante e a autora de um sensibilidade incrível.
      Bjus

      Excluir
  5. Oie
    O tema deste livro chama muito a mminha atenção, já esta na minha listinha de leitura.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa.
      Espero que tenha a oportunidade de ler.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!