[RESENHA] Flores Partidas - Karin Slaughter - HarperCollins Brasil


Bom dia leitores!


Hoje venho compartilhar com vocês, as minhas impressões sobre uma história forte, com uma grande carga dramática e que me prendeu do início ao fim.
Vem comigo...

FLORES PARTIDAS


Ficha Técnica:
Autora: Karin Slaughter
Editora: HarperCollins
ISBN: 139788595081628
ISBN novo: 9788595081628
Categoria: Ficção
Ano de Lançamento: Agosto/2017
Número de Páginas: 400
Sinopse:
IRMÃS. ESTRANHAS. SOBREVIVENTES.
Quando Lydia contou para a irmã que o cunhado havia tentado estuprá-la, Claire não acreditou. Dezoito anos depois, porém, tudo o que Claire achava saber sobre o marido se prova uma mentira. Quando vídeos escondidos no computador de Paul mostram uma face terrível do homem que ela julgava conhecer, Claire percebe que o drama de sua família tem muitas camadas, que precisarão ser descobertas antes que a assustadora verdade por fim venha à tona.


Flores Partidas, foi o meu primeiro contato com a escrita de Karin Slaughter. Não conhecia nada sobre a autora e seus livros, desta maneira me joguei na leitura totalmente as cegas. O que em minha opinião foi muito proveitoso. De uma forma bem elaborada, Karin vai tecendo sua trama e fazendo com que seu enredo me deixasse cativa desde as primeiras páginas. Eu li em um dia, tanto foi a minha ansiedade em chegar ao final e descobrir se todos os meus palpites, minhas teorias estavam corretas. 

Eu tive a sorte de conhecer a autora pessoalmente na Bienal do Rio, em um encontro que participei através de um convite da Frini. Tive a chance de lhe fazer uma pergunta, e sua resposta me deixou com vontade de reler o livro. De ver toda a história sobre este novo prisma. Eu perguntei, se ela se baseou em algum fato real, para escrever seu livro. Sua resposta foi que sim. Ela tem três irmãs, e sua irmã do meio, foi por muitos anos usuária de metanfetamina, uma droga, e por conta disto, causou muitos problemas e tristezas a família. Sumia por dias, ficavam todos doidos a sua procura. E ela disse que isto mexeu demais com sua vida. E posso imaginar todo o drama que deve ter sido, conviver com alguém assim. E por isso me solidarizei com ela.

A história gira em torno de três irmãs (Lydia, Claire e Julia), que tiveram em suas vidas um acontecimento muito devastador. Conforme vamos acompanhando e conhecendo um pouco mais de suas vidas, vamos nos aprofundando em uma teia de segredos, mentiras, e altas doses de crueldade e terror psicológico. Uma trama tão bem orquestrada que nos sentimos lá, vivenciando todos os horrores e os dramas vividos por elas. Durante a leitura vivenciei várias emoções. Me senti triste, chorei, tive vontade de gritar de horror, tive nojo de Paul, tive ganas de socar a Claire para que ela acordasse para a realidade que ela se recusava a ver. Me solidarizei com elas e com sua dor. Uma forte gama de emoções, que ao final da leitura me deixou esgotada.

Claire é uma personagem densa, profunda, e é ela que dá todo o tom da história. Lydia nos ajuda a entender e elucidar alguns fatos, mesmo que não sejam muito agradáveis de ler. Julia é a irmã que sumiu e nunca foi achada. Uma agonia constante o não saber o que aconteceu com ela. E temos Paul, um ser ambíguo, que ora me fazia achar que ele era inocente e oras me deixava de cabelo em pé, com a sensação de que ele era o monstro. 

Todos os personagens são muito bem construídos, reais. A história é repleta de reviravoltas, e nada é o que parece. E se você acha que suas suposições podem estar certas, esqueça, pois o final é surpreendente!


O livro traz assuntos fortes e chocantes. Coisas que sabemos que são reais, que acontecem todos os dias por este mundo afora, mas que nos ojerizam mesmo assim. A autora aborda temas como filmes snuff**, sequestro, estupro e outras crueldades, de forma bem realista. Se você curte livros de suspense e terror bem reais, tem estômago forte e não se choca por qualquer coisa, esse livro com certeza vai te proporcionar uma ótima leitura.

Super recomendo! Bjus

*Metanfetamina -  é uma droga muito potente e altamente viciante, cujos efeitos se manifestam no sistema nervoso central e periférico. A metanfetamina tem-se vulgarizado como droga de abuso devido aos seus efeitos agradáveis intensos tais como a euforia, aumento do estado de alerta, da auto-estima, do apetite sexual, da percepção das sensações e pela intensificação de emoções. Por outro lado, diminui o apetite, a fadiga e a necessidade de dormir.

**Filmes Snuff - são filmes que mostram mortes ou assassinatos reais de uma ou mais pessoas, sem a ajuda de efeitos especiais, para o propósito de distribuição e entretenimento ou exploração financeira. Embora existam muitos filmes que de fato mostram mortes reais, a existência de uma indústria financeira em torno deste tipo de filme geralmente é vista como uma lenda urbana. 
Fonte: Wikipedia




Lia Christo:
Carioca da gema, romântica incurável, leitora compulsiva, perseguidora de sonhos, e louca pela vida!

2 comentários:

  1. Oi Lia! Que resenha perfeita! Nunca li nada da autora, mas me interessei por esse, apesar de ser uma leitura bem intensa e dramática. Gosto de suspenses e dramas, então acredito que irei gostar de Flores Partidas. Agora o único problema é que preciso ter estômago para encarar as cenas pesadas, como você mencionou.

    Beijos

    Vivian
    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!