[RESENHA] A Boa Filha - Karin Slaughter - HarperCollins Brasil


Olá leitores!
Chegando com mais uma resenha para vocês!
Desta vez vou falar de um livro impactante e que se tornou uma das melhores leituras deste ano.
Vem comigo...

Sinopse:

Quando eram adolescentes, a vida tranquila de Charlotte e Samantha Quinn foi destruída por um terrível ataque em sua casa. Sua mãe foi assassinada. Seu pai – um famoso advogado de defesa de Pikeville, Geórgia – ficou arrasado. E a família foi dividida por anos, para além de qualquer conserto, consumida pelos segredos daquela noite terrível. Vinte e oito anos depois, Charlie seguiu os passos de Rusty, seu pai, e se tornou advogada – mas está determinada a ser diferente dele. Quando outro caso de violência assombra Pikeville, Charlie acaba embarcando em um pesadelo que a obriga a olhar para trás e reviver o passado. Além de ser a primeira testemunha a chegar na cena, o caso também revela as memórias que ela passou tanto tempo tentando esconder. Agora, a verdade chocante sobre o crime que destruiu sua família há quase trinta anos não poderá mais permanecer enterrada e Charlotte precisa se reencontrar com Samantha, não apenas para lidar com o crime, mas também com o trauma vivido.
Ficha Técnica:
Título: A Boa Filha | Autora: Karin Slaughter
ISBN 139788595082564 | Categoria: Ficção
Ano: Agosto/2018 | Número de páginas: 464



Eu já tinha lido dois livros dessa autora e tinha gostado muito, mas dessa vez com A Boa Filha ela realmente me pegou de jeito! Se quiserem conferir as resenhas dos outros livros, só clicarem nos títulos: Esposa Perfeita e Flores Partidas.

Karin me deixou completamente eletrizada durante toda a leitura. Foi difícil largar o livro e a cada virar de página novas e tensas emoções me aguardavam. E ao terminar a única palavra que me vinha a mente era: UAUUU


A Boa Filha traz uma história angustiante, com muito drama, cenas de muita adrenalina e verdades que vão nos deixando de coração na mão a cada novo capítulo. Uma história que mexeu muito comigo, que me fez desejar adentrar o livro e ajudar as irmãs a se livrarem daquela situação horrorosa e principalmente me fez torcer muito para que elas conseguissem dar a volta por cima e voltar a conviver bem.

As duas moram em um rancho, próximo a uma pequena cidade, Samantha tem 15 anos e Charlotte tem 13 anos, essa pequena diferença de idade entre elas, faz com que estejam sempre juntas e como é comum entre irmãos têm suas diferenças e estão sempre competindo de alguma forma, mas mesmo assim se gostam e se dão bem. Sua mãe é muito rígida, mas ao mesmo tempo podemos perceber o amor e o cuidado que ela tem com as duas. Até que um dia ela faz um pedido a irmã mais velha, Sam. Ela pede que ela cuide de Charlie e a mantenha segura. Apesar de não entender muito bem o pedido, ela sente a seriedade e a urgência no tom da mãe e fica intrigada e preocupada com este pedido.

Vinte e oito anos atrás, Charlie e Sam estavam jantando enquanto esperavam que seu pai chegasse em casa. Mas, em vez de um tranquilo jantar em família, dois homens mascarados invadiram a casa e mataram a mãe na frente delas. Uma garota fugiu pela floresta e a outra foi enterrada viva. Ambas sobreviveram e escaparam, mas depois disso como era de se esperar a vida delas ficou completamente diferente. O evento as quebrou fundo emocionalmente e sua família obviamente nunca mais foi a mesma.

A história se divide entre o passado e o presente. No presente vemos que Charlie seguiu os passos de seu pai e se tornou uma advogada. Seu casamento não vai bem e ela não se sente pronta para tomar uma decisão. Sam é uma advogada de patentes altamente bem-sucedida em Nova York, perdeu seu amado marido, Anton, e não vê seu pai há décadas. 

Até que Charlie testemunha um crime horrível e arrepiante. É um pesadelo e Charlie se sente impotente já que ela vem tentado enterrar seu passado, mas esse crime foi tão traumático que trouxe de volta à sua mente tudo o que ela viveu. 

Charlotte e Sam queriam esquecer o passado, tanto que se afastaram e não costumavam estar em contato, tudo para que não revivessem algo que as machucou e mudou tanto. Mas por conta do crime que Charlie testemunha, Sam estará de volta a cidade e aos poucos as terríveis revelações sobre seu passado começam a surgir. 

O livro aborda um assunto muito difícil, mas muito bem escrito e desenvolvido pela autora.  Seus personagens são bem escritos e críveis, de forma que ficamos a mercê de suas emoções, nos tornamos empáticos a eles, e sofremos e nos angustiamos juntos durante toda a trama. Esta é uma história que transcende a violência: é sobre família, perda, amor, relacionamentos entre irmãos, arrependimento, sobrevivência, danos e perdão.


Quem me conhece, costuma passar por aqui e ler as minhas resenhas, sabe muito bem que este não é o meu gênero preferido e nem mesmo o que leio com assiduidade, por isso mesmo a leitura foi tão impactante e posso atestar sem engano que foi uma das melhores leituras deste ano.

Então, se você gosta de thrillers psicológicos que agarram você da primeira página até chegar ao fim, A Boa filha é perfeito pra você.

Até a próxima.


Lia Christo:
Carioca da gema, romântica incurável, leitora compulsiva, perseguidora de sonhos, e louca pela vida!

8 comentários:

  1. Suas resenhas não podiam ser mais maravilhosas, você escreve tão bem. Ainda não conhecia esse livro, mas já quero ler!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaila.
      Ganhei o dia com seu comentário! Mas ainda tenho muito a aprender!
      Espero que consiga ler e que goste! Depois me conta o que achar da leitura.
      Bjus

      Excluir
  2. Oi Lia, tudo bem??

    Eu simplesmente amei a sua resenha, venho namorando estes livros já faz um tempinho, só preciso de dinheiro para comprar, mas eu adorei o enredo, parece tudo bem desenvolvido, fazendo com que a gente se envolva em todos os acontecimentos. Gostei demais. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diana
      Eu fiquei fã da autora. Acho que é uma das melhores história nesse gênero que já li.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi, Lia! Tudo bom?
    Eu tentei ler esse livro, mas o começo dele não me prendeu e acabei deixando pra depois. Acho que me saturei demais de thrillers nesse ano - e vou ficar assim por um TEMPO.
    Tô guardando pra ler em outro momento porque vi vários elogios como os seus e acredito que é uma ótima história, só não estou na vibe dela.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      Isso acontece. Tome o seu tempo e quando estiver se sentindo na vibe de novo, leia e me conte se gostou!
      Bjus

      Excluir
  4. Oi
    não tinha conhecimento desse livro, mas parece ser um bom suspense a té me interessei. Estou lendo flores partidas e gostando bastante da história.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      Se você está curtindo Flores Partidas, com certeza vai gostar desse.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!