[NOVIDADES] Newsletter da Planeta de Livros Brasil



      Olá, eu sou Kênia Cândido do Blog Histórias Existem Para Serem Contadas e colaboradora do Blog Doces Letras.


 Bem vindo à 1ª newsletter da Editora Planeta de Livros Brasil. Lá, a editora irá compartilhar os principais lançamentos, fazer várias listas para vocês ficarem por dentro dos  livros, te deixar inteirado dos eventos e te contar todas as novidades em primeira mão! 
      Venha conferir:


         Para começar,  a Editora deixou  uma lista com 10 dicas de livros da Planeta


Para quem gosta de romance: 


Ambientado numa ilha paradisíaca e um dos romances mais cultuados de Jude Deveraux, best-seller americana que já vendeu mais de 60 milhões de exemplares pelo mundo, o livro conta a história de Alix Madsen. Quando ela está terminando a faculdade de arquitetura, Addy Kingsley, amiga de seus pais, morre. No testamento, a mulher estipula que a jovem tem direito a viver por um ano em sua encantadora casa do século XIX na ilha de Nantucket (Massachusetts), EUA. O relacionamento de tia Addy com a família Madsen é um mistério para Alix, mas ela aceita a oferta e, ao chegar na propriedade dos Kingsley, percebe que não é má ideia passar uma temporada ali. Além de o lugar ser um sonho para qualquer arquiteto, ela conviverá com o charmoso Jared Montgomery Kingsley, dono de um dos mais importantes escritórios de arquitetura do país e sobrinho-neto de Addy, portanto, herdeiro natural da casa. O que Alix não imaginava era que tia Addy tinha um propósito muito específico para ela quando a colocou naquele lugar: solucionar o desaparecimento de Valentina, uma das mulheres da família Kingsley, ocorrido cerca de dois séculos antes. Em meio ao verão na ilha, Alix e Jared serão obrigados a conviver, o que pode ser a chave para desvendar o tal mistério dos Kingsley.

Para quem gosta de política:


O primeiro governo popular assume prometendo libertar o país da opressão dos ricos. Filha de um dos homens mais ricos do país, a jovem Luana Maxwell rompe com a família aristocrática no dia da eleição.Sufocada, aos 25 anos, ela sai de casa só com a roupa do corpo, afrontando duplamente o pai magnata: abre mão da herança da sua rede de hotéis e vai procurar a “vida real” ao lado dos adversários políticos dele. Sua ponte para o universo progressista é o advogado Beto Leal, seu professor de mestrado, por quem ela está fascinada. Beto acaba de criar uma ONG e Luana começa a trabalhar com ele no momento em que a organização conquista um contrato com o governo – graças ao publicitário Marivaldo Valadares, operador invisível do partido do novo presidente. Vendo o dinheiro cada vez mais abundante nas mãos dos defensores dos pobres, Luana Maxwell vai descobrindo seu novo mundo como uma Alice no país das maravilha progressistas: o amor, a verdade e a solidariedade num balé alucinante com as verbas, os votos e o poder. Neste romance sobre a vida política no século 21, o jornalista Guilherme Fiuza levanta o véu das ideologias para exibir os personagens trágicos e cômicos que circulam no mercado da bondade.


Para quem quer pensar na carreira:



Bateu aquela preguiça de ir para o escritório na segunda-feira? A falta de tempo virou uma constante? A rotina está tirando o prazer no dia a dia? Anda em dúvida sobre qual é o real objetivo de sua vida? O filósofo e escritor Mario Sergio Cortella desvenda em Por que fazemos o que fazemos? as principais preocupações com relação ao trabalho.Dividido em vinte capítulos, ele aborda questões como a importância de ter uma vida com propósito, a motivação em tempos difíceis, os valores e a lealdade – a si e ao seu emprego.
O livro é um verdadeiro manual para todo mundo que tem uma carreira mas vive se questionando sobre o presente e o futuro. Recheado de ensinamentos como “Paciência na turbulência, sabedoria na travessia”, é uma obra fundamental para quem sonha com realização profissional sem abrir mão da vida pessoal.

Para os jovens:


Você certamente conhece João Guilherme como ator, cantor e YouTuber. Fenômeno nas redes sociais com mais de 8 milhões de seguidores, já fez filmes como Vento, Meu pé de laranja lima e Entrando numa roubada e, como protagonista da novela Cúmplices de um resgate, no SBT, tornou-se um dos mais importantes ídolos teens da atualidade. Seu CD de estreia, Meu caminho, figurou nas listas de mais vendidos e suas músicas estão na boca de toda a garotada. Mas esta é apenas uma parte da história...
Em João sendo João, João Guilherme abre o coração e conta em detalhes tudo o que você sempre quis saber sobre ele. Segredos da infância, travessuras com os amigos, viagens inesquecíveis, a importância da família, o namoro com Larissa Manoela, sonhos para o futuro, seu primeiro teste, e muito mais. Muitos vão conhecer João Guilherme como artista, mas neste livro você irá conhecê-lo como #JoãoSendoJoão. Sejam bem-vindos a esta incrível jornada!
Para quem gosta de ficção:


Os Whitshank são uma família comum, sem nada que os diferencie de qualquer outra de classe média de Baltimore, com pais que levam uma vidinha ordinária numa antiga casa com varanda e quatro filhos que de tempos em tempos vêm visitar.
Essa primeira impressão se desfaz com habilidade ao longo de Um carretel de linha azul, em que a escritora americana Anne Tyler constrói os personagens para em seguida desconstruir convicções que possam ter sido formadas sobre eles, explorando as imperfeições que existem do lado interno de uma fachada impecável.
Autora de sucessos como O turista acidental, adaptado ao cinema, e vencedora do Pulitzer por Lições de vida, Tyler conta, entre idas e vindas, a história de quatro gerações dos Whitshank, do início do século XX aos dias atuais, fazendo com que ao final o leitor conheça uma realidade inteiramente distinta daquela apresentada no início.




Tudo parece perfeito na pequena Fairview, em Connecticut, até a noite em que a adolescente Jenny Kramer é violentada durante uma festa. Nas horas posteriores, ela é medicada com uma droga controversa para que as memórias da violência sejam apagadas. Mas, nas semanas que se seguem, enquanto se cura das dores físicas, Jenny percebe que guardou nuances daquela noite. O pai, obcecado por sua incapacidade de descobrir quem abusou de sua filha, busca justiça, enquanto a mãe tenta fazer de conta de que o crime não abalou seu mundo cuidadosamente construído. Segredos da família e do círculo próximo começam a vir à tona durante a busca incessante pelo monstro que invadiu a comunidade – ou que talvez sempre tenha estado lá –, guiando este thriller psicológico para um fim chocante e inesperado.

Para um novo olhar para o mundo:


Maior confronto armado da história da América do Sul, a Guerra do Paraguai é uma página desbotada na memória do povo brasileiro. Passados quase 150 anos das últimas batalhas deste conflito sangrento que envolveu Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, o tema se apequenou nos livros didáticos e se restringiu às discussões acadêmicas. Neste livro, fruto de pesquisas históricas rigorosas, mas escrito com o ritmo de uma grande reportagem, o leitor poderá se transportar para o palco dos acontecimentos e acompanhar de perto a grande e trágica aventura que deixou marcas profundas no continente sul-americano.
Por uma narrativa repleta de lances surpreendentes, desfilam não apenas os governantes e líderes militares dos países diretamente envolvidos no conflito, que em momentos alternados viveram papéis de heróis e vilões, como ganham luzes as ações e os dramas de figuras menos conhecidas, mas igualmente fascinantes: a ardilosa amante do líder paraguaio Solano López; religiosos implacáveis; combatentes submetidos a dores e privações; mulheres e crianças testadas no limite da bravura; e escravos que viram na guerra o caminho para a liberdade. O livro também se ocupa de discutir (e algumas vezes desfazer) os mitos criados ao sabor dos ventos ideológicos que sopraram sobre o continente em diferentes períodos desde então.



Neto de Che Guevara, filho de militantes da extrema esquerda, Canek Sánchez Guevara (1974-2015) deixou inéditos poucos textos ficcionais, dentre os quais o breve romance e os cinco contos presentes neste volume, em que explicita seu desencanto com o legado do avô. O principal texto, 33 revoluções, é um relato singular sobre uma geração que se decepcionou com os ideais da revolução, um retrato mordaz do dia a dia na ilha e também uma ficção comovente sobre o despertar de um jovem, um cubano negro, filho de militantes como o autor. Depois da morte do pai, acusado de peculato, e da fuga da mãe para Madri, o rapaz se separa da mulher e passa o tempo na companhia de um vizinho russo, com quem descobre o prazer da leitura. Aos poucos, os livros abrem seus olhos para a disparidade entre a propaganda do partido e o cinza que o rodeia: a rotina de escritório, as queixas dos colegas, seus próprios pensamentos girando como um disco quebrado. O desapontamento cresce até o dia em que declara desinteresse em ser informante – e então os verdadeiros problemas começam.
Para quem quer aprender:


Autora de várias “bíblias” sobre o tema, Jancis Robinson explica de forma didática e prática como escolher um bom vinho. Sugere maneiras de fazer uma degustação com os amigos – afinal, a melhor maneira de curtir uma bela garrafa é na companhia de quem se gosta. Jancis dá 10 dicas para escolher a garrafa certa, quanto deve-se pagar por cada uma e como combinar vinho e comida. A edição brasileira inclui um posfácio do sommelier do Grupo Fasano, Manoel Beato, que conta a história do vinho no Brasil e aponta os melhores exemplares nacionais.







Para amantes de literatura adulta:



Na Inglaterra do século XIV, após a morte dos pais, a jovem lady Megan Phillips, de vinte anos, segue uma vida tranquila, focada na educação e na criação de seus dois irmãos mais novos.
Para fugir de um casamento arranjado por sua tia, Megan e a irmã, Shelma, vão para o castelo de Dunstaffnage, na Escócia, onde vive seu avô Angus de Atholl, do clã McDougall.
Anos depois, durante o casamento de um de seus primos, Megan – uma mulher aguerrida, pronta a empunhar uma espada pra defender sua família e que não se dobra por nada e nem por ninguém –, conhece o temido guerreiro de olhos verdes Duncan McRae – um homem acostumado a liderar exércitos, mas que nunca esteve preparado para enfrentar o gênio forte de uma mulher.
O destino trama contra (ou a favor de) Megan, que, contra a sua vontade, acaba se casando com Duncan.
Conseguirão os dois se entender e seguir a vida como um casal feliz? Ou viverão às turras, como se estivessem num campo de batalha?


    . Gostaram da novidade?
    . Então antes de ir embora, deixa seu comentário. Vamos adorar lê-lo.
    . Bjos e até a próxima...


Kênia Candido:
Eu sou dona do blog Histórias Existem Para Serem Contadas. Mineira completamente apaixonada por livros, filmes e seriados de TV.

6 comentários:

  1. Adorei!! Adoro Desejo Concedido da Megan e estou com vontade de ver ler Amor verdadeiro!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi.
      Eu também gostei de Desejo Concedido. Estou iniciando a leitura de Amor Verdadeiro e espero gostar.
      Bjus

      Excluir
  2. Oi
    desses ai os que chamaram minha atenção foram desejo concedido e amor verdadeiro, pois parecem ser do estilo que gosto.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise.
      Eu gostei de Desejo Concedido e Amor Verdadeiro é uma minhas leituras do momento.
      Bjus

      Excluir
  3. Oi Kênia e Lia, suas lindas, tudo bem com vocês?
    Estou louca para ler Desejo Concedido e Amor verdadeiro. Nem tudo será esquecido é um thriller psicológico, eu gosto muito desse gênero. Só estou um pouco receosa com a temática abordada, não sei se ele é pesado demais, então, irei aguardar resenhas.

    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cila, acho que vai curtir Desejo Concedido e Amor Verdadeiro.
      Bjus

      Excluir

Olá ao passar por aqui, deixe um comentário. É sempre uma delícia poder conhecer sua opinião.
Obrigado por visitar e comentar no Doces Letras!